Governo reforça segurança no transporte coletivo

O governador José Eliton reforçou nesta quarta-feira (2) as medidas de prevenção e combate ao crime no transporte coletivo da Grande Goiânia: em parceria com o Tribunal de Justiça de Goiás (TJ-GO), o Ministério Público Estadual, (MP-GO), a Polícia Militar e Prefeitura de Goiânia, ele implantou a Operação Ponto Final: ao Assédio, ao Desrespeito e à Violência , que vai garantir, no local, registro imediato de ocorrências e realização de audiências preliminares para soluções de conflitos, entre eles porte de drogas, assédio e roubo; ação integra o Mais Segurança, que já implantou o Batalhão nos Terminais

O governador José Eliton reforçou nesta quarta-feira (2) as medidas de prevenção e combate ao crime no transporte coletivo da Grande Goiânia: em parceria com o Tribunal de Justiça de Goiás (TJ-GO), o Ministério Público Estadual, (MP-GO), a Polícia Militar e Prefeitura de Goiânia, ele implantou a Operação Ponto Final: ao Assédio, ao Desrespeito e à Violência , que vai garantir, no local, registro imediato de ocorrências e realização de audiências preliminares para soluções de conflitos, entre eles porte de drogas, assédio e roubo; ação integra o Mais Segurança, que já implantou o Batalhão nos Terminais
O governador José Eliton reforçou nesta quarta-feira (2) as medidas de prevenção e combate ao crime no transporte coletivo da Grande Goiânia: em parceria com o Tribunal de Justiça de Goiás (TJ-GO), o Ministério Público Estadual, (MP-GO), a Polícia Militar e Prefeitura de Goiânia, ele implantou a Operação Ponto Final: ao Assédio, ao Desrespeito e à Violência , que vai garantir, no local, registro imediato de ocorrências e realização de audiências preliminares para soluções de conflitos, entre eles porte de drogas, assédio e roubo; ação integra o Mais Segurança, que já implantou o Batalhão nos Terminais (Foto: José Barbacena)

Goiás 247 - O governador José Eliton reforçou nesta quarta-feira (2/5) as medidas de prevenção e combate ao crime no transporte coletivo da Grande Goiânia: em parceria com o Tribunal de Justiça de Goiás (TJ-GO), o Ministério Público Estadual, (MP-GO), a Polícia Militar e Prefeitura de Goiânia, ele implantou a Operação Ponto Final: ao Assédio, ao Desrespeito e à Violência , que vai garantir, no local, registro imediato de ocorrências e realização de audiências preliminares para soluções de conflitos, entre eles porte de drogas, assédio e roubo. A ação integra o Mais Segurança, que já implantou o Batalhão nos Terminais.

“Demos, hoje, mais um importante passo para pacificar o transporte público na capital. Instalamos, nesse dia, postos permanentes de fiscalização, incentivando denúncias de assédio sexual, de crimes contra idosos e de toda natureza. É uma ação conjunta para pacificar os terminais e dar tranquilidade ao usuário", disse o governador José Eliton, que estava acompanhado do presidente do Tribunal de Justiça de Goiás (TJ-GO), desembargador Gilberto Marques Filho, do secretário de Segurança Pública, Irapuan Costa Júnior, e do prefeito de Goiânia, Iris Rezende.

O objetivo do projeto é oferecer um atendimento conjunto, de combate às infrações de menor potencial ofensivo e proteção dos usuários do transporte público coletivo, nos principais terminais de ônibus de Goiânia. “Aqui, procura-se coibir o crime, o roubo, o furto e oferecer proteção às pessoas que são molestadas, além de encaminhar à Justiça itinerante todos que forem flagrados cometendo qualquer infração dessa ou de outra natureza”, reforçou o secretário Irapuan.

O presidente do TJ-GO, desembargador Gilberto Marques Filho, destacou a atuação conjunta. “Iniciamos, hoje, uma ação de proteção ao usuário, em que se estabeleceu a extensão do atendimento pelas forças policiais, governo, Judiciário e Ministério Público. É uma forma integrada de fazer o sistema de Justiça funcionar”, disse Gilberto Marques. O presidente do TJ esteve com o governador, na semana passada, no Palácio Pedro Ludovico Teixeira, para assinar o termo de cooperação para a implantação das medidas.

Nesse mês de maio, a Polícia Militar se fará ainda mais presente nos terminais, com a lavratura do Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) no local da ocorrência e encaminhamento imediato de infratores para a realização de audiência preliminar, que acontecerá no próprio terminal em um ônibus da Justiça. Além da fiscalização, serão agregadas outras ações, como o resgate e o fortalecimento da cidadania dos usuários com orientações de saúde, de combate à violência doméstica e ao uso de drogas e álcool.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247