Governo sanciona orçamento de R$ 10,2 bi

O governo do Estado sancionou a Lei Orçamentária Anual (LOA) para o exercício de 2017, após aprovação no plenário da Assembleia Legislativa (ALE). A receita é estimada em R$ 10,2 bilhões e a matéria está publicada no Diário Oficial do Estado (DOE); de acordo com a publicação, a lei estima a receita do Estado para o exercício deste ano e fixa a despesa em igual valor, em cumprimento ao que diz a Constituição Estadual e à Lei de Diretrizes Orçamentárias

O governo do Estado sancionou a Lei Orçamentária Anual (LOA) para o exercício de 2017, após aprovação no plenário da Assembleia Legislativa (ALE). A receita é estimada em R$ 10,2 bilhões e a matéria está publicada no Diário Oficial do Estado (DOE); de acordo com a publicação, a lei estima a receita do Estado para o exercício deste ano e fixa a despesa em igual valor, em cumprimento ao que diz a Constituição Estadual e à Lei de Diretrizes Orçamentárias
O governo do Estado sancionou a Lei Orçamentária Anual (LOA) para o exercício de 2017, após aprovação no plenário da Assembleia Legislativa (ALE). A receita é estimada em R$ 10,2 bilhões e a matéria está publicada no Diário Oficial do Estado (DOE); de acordo com a publicação, a lei estima a receita do Estado para o exercício deste ano e fixa a despesa em igual valor, em cumprimento ao que diz a Constituição Estadual e à Lei de Diretrizes Orçamentárias (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Jobison Barros | Portal Gazetaweb.com - O governo do Estado sancionou a Lei Orçamentária Anual (LOA) para o exercício de 2017, após aprovação no plenário da Assembleia Legislativa (ALE). A receita é estimada em mais de 10 bilhões e a matéria está publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) desta terça-feira (24). 

De acordo com a publicação, a lei estima a receita do Estado para o exercício deste ano em R$ 10.242.454.224,00 (dez bilhões, duzentos e quarenta e dois milhões, quatrocentos e cinquenta e quatro mil e duzentos e vinte e quatro reais) e fixa a despesa em igual valor, em cumprimento ao que diz a Constituição Estadual e à Lei de Diretrizes Orçamentárias. 

A matéria em questão se refere ao orçamento fiscal relacionado aos poderes do Estado, seus fundos, órgãos e entidades da administração pública estadual direta e indireta, inclusive, fundações instituídas e mantidas pelo poder público. 

Além disso, a lei contempla o orçamento da seguridade social, abrangendo todas as entidades e órgãos a ela vinculados, e o orçamento de investimento das empresas em que o Estado, direta e indiretamente, detém a maioria do capital social com direito a voto. 

ALE

A Assembleia Legislativa de Alagoas aprovou, em dezembro, a Lei Orçamentária Anual. A apreciação do Orçamento recebeu voto contrário dos deputados Bruno Toledo (PROS) e Rodrigo Cunha (PSDB), do total de 18 parlamentares presentes.

Na visão do deputado Rodrigo Cunha, a peça mais importante para análise na Casa de Tavares Bastos é o Orçamento. Porém, segundo ele, não houve esforço por parte de alguns parlamentares no sentido de se fazer um estudo amplo da receita estadual.

Já o deputado Francisco Tenório, titular da Comissão, rebateu a declaração do colega ao afirmar que a comissão se debruçou amplamente sobre a matéria em questão, "levando as discussões ao público em geral, em audiência pública no plenário da Casa".

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email