Gravação mostra Aécio dando bronca em Perrella por declaração “escrota”

Aécio Neves não gostou nada de ouvir uma entrevista em que seu aliado, o senador Zezé Perrella (PSDB-MG), comenta o fim do sigilo das delações da Odebrecht e diz que as revelações foram "estarrecedoras" e que o país acordou imerso num "mar de lama"; Aécio telefonou para Perrella e lhe deu uma bronca “Olhe, poucas vezes eu vi uma declaração tão escrota”, disse ele; Aécio cobrou ainda mais solidariedade do companheiro de partido, inclusive sugerindo possíveis respostas que aliviariam sua barra

Aécio Neves não gostou nada de ouvir uma entrevista em que seu aliado, o senador Zezé Perrella (PSDB-MG), comenta o fim do sigilo das delações da Odebrecht e diz que as revelações foram "estarrecedoras" e que o país acordou imerso num "mar de lama"; Aécio telefonou para Perrella e lhe deu uma bronca “Olhe, poucas vezes eu vi uma declaração tão escrota”, disse ele; Aécio cobrou ainda mais solidariedade do companheiro de partido, inclusive sugerindo possíveis respostas que aliviariam sua barra
Aécio Neves não gostou nada de ouvir uma entrevista em que seu aliado, o senador Zezé Perrella (PSDB-MG), comenta o fim do sigilo das delações da Odebrecht e diz que as revelações foram "estarrecedoras" e que o país acordou imerso num "mar de lama"; Aécio telefonou para Perrella e lhe deu uma bronca “Olhe, poucas vezes eu vi uma declaração tão escrota”, disse ele; Aécio cobrou ainda mais solidariedade do companheiro de partido, inclusive sugerindo possíveis respostas que aliviariam sua barra (Foto: Giuliana Miranda)

Minas 247 - A gravação de uma conversa telefônica mostra uma enquadrada épica de Aécio Neves no senador Zezé Perrella (PSDB-MG).

Aécio ficou visivelmente transtornado após ouvir uma entrevista de Perrella à rádio Itatiaia, de Minas Gerais, em que ele se gabava de não estar na lista de Janot e lamentava o “mar de lama” do Brasil.

“Olhe, poucas vezes eu vi uma declaração tão escrota”, diz Aécio, pouco antes de cobrar mais solidariedade de Perrella, que ele diz considerar um amigo.

Perrella se defende afirmando que as declarações eram uma maneira de rebater “as coisas que falam de mim até hoje por causa do helicóptero” (o Helicoca).

Dois dias depois do fim do sigilo da delação da Odebrecht, em 13 de abril, o senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG) ligou para Zezé Perrella (PMDB-MG) e disse: “A tua [campanha] foi [financiada] exatamente como a minha e do Anastasia”.

O diálogo foi grampeado pela PF e divulgado pelo STF no caso FriboiGate.

Em seguida, Aécio dá orientações a Perrella sobre o que, na sua opinião, deveria ter sido respondido na entrevista.

Confira abaixo o áudio da conversa.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247