Greve acaba, mas tensão segue na Refinaria

Apesar do retorno às atividades no empreendimento, há relatos de que ainda há um certo tumulto no local; no entanto, o sindicato que representa os operários, o Sintepav-PE, atribui esse problema a prováveis infiltrados 

Greve acaba, mas tensão segue na Refinaria
Greve acaba, mas tensão segue na Refinaria (Foto: Petrobrás/Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Leonardo Lucena _PE247 – Mais um dia de confusão e o clima volta a esquentar na Refinaria Abreu e Lima. Mesmo após a concretização de um acordo, que retirou a possibilidade de ponto de corte pelos 15 dias de greve, o presidente do Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias de Construção de Estradas, Pavimentação e Obras de Terraplanagem no Estado de Pernambuco (Sintepav-PE), Aldo Amaral, informa que há um grupo de “infiltrados”, entre os operários, permanece causando tumulto no local.

“Não vai haver desconto salarial e já houve o pagamento da primeira quinzena deste mês. Está tudo certo. Mas um grupo, que não trabalha na obra, se infiltra no empreendimento e faz toda a confusão”, relatou Aldo Amaral.

O sindicalista ainda criticou as empreiteiras responsáveis pelo empreendimento por não coibir a suposta presença dessas pessoas. “Esse grupo já foi identificado através de filmagens. Agora, as empresas precisam mostrar autoridade e resolver de uma vez por toda essa situação. Os operários querem trabalhar e não podem por conta desses ‘vândalos’”, afirmou Amaral.

De acordo com o dirigente, nenhum trabalhador será demitido, mas, se porventura, isso ocorrer até o dia 31 de dezembro, haverá um desconto equivalente a 32 horas, sem abatimento de Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), vale alimentação e horas extras.

Em outra oportunidade, Aldo Amaral ligou esses “infiltrados” ao PSTU. O partido, por sua vez, negou qualquer envolvimento com os últimos tumultos ocorridos na Refinaria Abreu e Lima.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email