greve de policiais ameça postos e consumidores

Desde que a entrada do Porto de Maceió foi fechada pelos policiais civis de Alagoas em greve, os postos de combustíveis em Maceió deixaram de ser abastecidos; por isso, em alguns deles, produtos comercializados já começam a faltar; negociações para retirada dos grevistas da entrada do Porto continuam, apesar de a Justiça ter determinado reintegração de posse do local

Desde que a entrada do Porto de Maceió foi fechada pelos policiais civis de Alagoas em greve, os postos de combustíveis em Maceió deixaram de ser abastecidos; por isso, em alguns deles, produtos comercializados já começam a faltar; negociações para retirada dos grevistas da entrada do Porto continuam, apesar de a Justiça ter determinado reintegração de posse do local
Desde que a entrada do Porto de Maceió foi fechada pelos policiais civis de Alagoas em greve, os postos de combustíveis em Maceió deixaram de ser abastecidos; por isso, em alguns deles, produtos comercializados já começam a faltar; negociações para retirada dos grevistas da entrada do Porto continuam, apesar de a Justiça ter determinado reintegração de posse do local (Foto: Voney Malta)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Alagoas 247 - O bloqueio do Porto de Maceió pelos policiais civis de Alagoas em greve já começa a refletir na falta de combustíveis nos postos de gasolina de Maceió, que estão sem abastecimento desde que a entrada da estação portuária foi fechada pelos grevistas. A reintegração de posse do local já foi determinada pela Justiça, mas até agora não foi cumprida e os caminhões de carga continuam formando grandes filas em Jaraguá. 

Em um posto BR situado no Centro de Maceió, a gasolina aditivada já está em falta desde as 18 horas dessa quinta-feira (28). De acordo com o chefe de Pista do estabelecimento, Alexsandro da Silva, o abastecimento pelos caminhões-tanque é feito diariamente no local, mas ontem isso não foi possível por conta do ato dos policiais. 

"Às 18 horas, faltou gasolina até na bomba. Ou seja, estamos sem gasolina e no prejuízo", afirmou, destacando que o diesel também está prestes a acabar. 

Em outro posto de combustíveis situado na Avenida Assis Chateaubriand, o problema se repete. Não há combustível à venda e os condutores precisam andar um pouco mais para abastecer os veículos. 

No bairro Cidade Universitária, a gasolina e o álcool também estão esgotados em alguns estabelecimentos, causando muitos prejuízos. 

As negociações para retirada dos grevistas da entrada do porto de Maceió continuam. Ontem, o Comando da Polícia Militar afirmou que o Gerenciamento de Crises ficaria responsável pelas negociações, para que não seja preciso a utilização da força. Até o momento, não há nenhum indício de que o local será desbloqueado. 

Com gazetaweb.com

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email