Greve: motoristas são demitidos por justa causa

Pelo menos sete funcionários da viação Sambaíba foram demitidos por justa causa após greve realizada há duas semanas em São Paulo; eles recorrem ao Ministério do Trabalho para tentar reverter as demissões; ao menos duas outras empresas também devem dispensar motoristas apontados como líderes da paralisação, feita em desacordo com o sindicato da categoria

Pelo menos sete funcionários da viação Sambaíba foram demitidos por justa causa após greve realizada há duas semanas em São Paulo; eles recorrem ao Ministério do Trabalho para tentar reverter as demissões; ao menos duas outras empresas também devem dispensar motoristas apontados como líderes da paralisação, feita em desacordo com o sindicato da categoria
Pelo menos sete funcionários da viação Sambaíba foram demitidos por justa causa após greve realizada há duas semanas em São Paulo; eles recorrem ao Ministério do Trabalho para tentar reverter as demissões; ao menos duas outras empresas também devem dispensar motoristas apontados como líderes da paralisação, feita em desacordo com o sindicato da categoria (Foto: Gisele Federicce)

SP 247 – Pelo menos sete motoristas da viação Sambaíba, uma das empresas afetadas pela greve de rodoviários realizada há duas semanas em São Paulo, foram demitidos por justa causa. Os funcionários estão recorrendo ao Ministério do Trabalho contra a decisão das empresas.

A paralisação trouxe grandes prejuízos à cidade durante três dias e foi feita em desacordo com o sindicato da categoria, que já havia negociado o reajuste dos salários com a prefeitura da capital.

Segundo reportagem da Folha de S. Paulo, pelo menos duas outras empresas envolvidas na greve também pretendem demitir motoristas apontados como líderes da paralisação.

O sindicato da categoria, SPUrbanoss, disse não ter sido informado sobre as demissões e que não interfere nas relações trabalhistas, mas classificou as dispensas como "absurdas".

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247