‘Grevistas transformam a fome em luta para dar um basta na fome’

Após visitar grevistas de fome, a deputada Maria do Rosário (PT-RS) afirmou que os manifestantes são "bravos guerreiros e guerreiras que lutam pela democracia e por #LulaLivre. Nosso apoio e solidariedade! Transformam a fome em luta para dar um basta à fome dos pobres!"; um grupo de trabalho havia alertado que o Brasil corre o risco de voltar ao mapa da fome da ONU

‘Grevistas transformam a fome em luta para dar um basta na fome’
‘Grevistas transformam a fome em luta para dar um basta na fome’ (Foto: Esq.: Billy Boss - Câmara )

Rio Grande do Sul 247 - A deputada federal Maria do Rosário (PT-RS) prestou solidariedade aos manifestantes que fazem greve de fome pela soltura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e pela retoma do crescimento econômico e dos direitos sociais.

"Acabei de visitar as nossas companheiras e companheiros que se mantém em greve de fome há nove dias. São bravos guerreiros e guerreiras que lutam pela democracia e por #LulaLivre. Nosso apoio e solidariedade! Transformam a fome em luta para dar um basta à fome dos pobres!", escreveu a parlamentar no Twitter.

A soma da desigualdade da sociedade brasileira com o aumento do desemprego e os cortes nos programas sociais pode devolver o país a um lugar incômodo: o mapa da fome da ONU. Esta é a conclusão de estudo do grupo de trabalho da sociedade civil para agenda 2030, organização que reúne mais de 20 ONG's. O mapa da fome da Organização das Nações Unidas (ONU) reúne os países que têm mais de 5% da população ingerindo menos calorias do que o recomendável. O Brasil deixou a lista em 2014 (leia mais aqui).

Os grevistas querem audiência com ministros do Supremo Tribunal Federal para pedir que a Corte coloque em votação duas ações declaratórias de constitucionalidade (ADC) que questionam a possibilidade de prisão, após condenação em segunda instância. O ex-presidente Lula teve ordem de prisão emitida por Sérgio Moro sem o esgotamento de todos os recursos.

Em entrevista à TV 247, nesta terça-feira (7), um dos grevistas Jaime Amorim, militante do Movimento sem Terra (MST), cravou: "a greve de fome é uma forma extrema de luta, mas vamos mantê-la até o fim (veja aqui)".

*Com informações da Sputnik

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247