Guimarães: "Estamos seguros que o melhor caminho é a obstrução política"

O líder da minoria na Câmara dos Deputados, José Guimarães (PT-CE), declarou nesta terça-feira (23) que os partidos de oposição ao governo Michel Temer (PMDB) adotarão a estratégia da obstrução política para impedir a votação de matérias como as reformas Trabalhista e da Previdência. De acordo com o parlamentar, não há normalidade no País, a não ser que o presidente da Casa tome providências para instalar a Comissão Especial do Impeachment. “Estamos seguros que o melhor caminho é a obstrução política, para mostrar ao País que esse governo acabou, que não reúne mais condições de votar as reformas”

O líder da minoria na Câmara dos Deputados, José Guimarães (PT-CE), declarou nesta terça-feira (23) que os partidos de oposição ao governo Michel Temer (PMDB) adotarão a estratégia da obstrução política para impedir a votação de matérias como as reformas Trabalhista e da Previdência. De acordo com o parlamentar, não há normalidade no País, a não ser que o presidente da Casa tome providências para instalar a Comissão Especial do Impeachment. “Estamos seguros que o melhor caminho é a obstrução política, para mostrar ao País que esse governo acabou, que não reúne mais condições de votar as reformas”
O líder da minoria na Câmara dos Deputados, José Guimarães (PT-CE), declarou nesta terça-feira (23) que os partidos de oposição ao governo Michel Temer (PMDB) adotarão a estratégia da obstrução política para impedir a votação de matérias como as reformas Trabalhista e da Previdência. De acordo com o parlamentar, não há normalidade no País, a não ser que o presidente da Casa tome providências para instalar a Comissão Especial do Impeachment. “Estamos seguros que o melhor caminho é a obstrução política, para mostrar ao País que esse governo acabou, que não reúne mais condições de votar as reformas” (Foto: Rodrigo Rocha)

Ceará 247 - “Não há normalidade no País para deixarmos votar matérias nesse momento, a não ser que o presidente da Casa tome providências para instalar aquilo que é para dar normalidade, que é a Comissão Especial do Impeachment”, declarou o líder da minoria na Câmara, José Guimarães (PT-CE). 

Em reunião na manhã desta terça-feira (23), os partidos de oposição ao governo Michel Temer (PMDB) tomaram a decisão unificada de fazer obstrução política para impedir a votação de matérias como as reformas Trabalhista e da Previdência. “Estamos seguros que o melhor caminho é a obstrução política, para mostrar ao País que esse governo acabou, que não reúne mais condições de votar as reformas, muito menos outras matérias de interesse do País”, explicou o deputado.

Guimarães esclareceu ainda que projetos de interesse dos trabalhadores, como a prorrogação da Medida Provisória que permite o saque de contas inativas do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), não serão prejudicados. "Não aceitamos votar as reformas trabalhista e da Previdência que só retiram direitos dos trabalhadores", comentou.

Também nesta terça-feira, os líderes oposicionistas discutem com as frentes Brasil Popular e Povo sem Medo a mobilização para o ato Ocupa Brasília, que ocorre na quarta-feira (24), para exigir a renúncia de Michel Temer e a realização de eleições diretas já. “O governo Temer acabou, não tem mais moral nenhuma para governar o Brasil, e não há outra saída que não seja a convocação imediata de eleições diretas para a presidência da República”, sustenta o líder da oposição.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247