Haddad: "A classe média perdeu status nos governos do PT"

O ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT) avalia que parte da insatisfação da classe média com os governos do PT foi motivada pela perda de privilégios que essa camada tinha anteriormente; "Os ricos se tornaram mais ricos. Os pobres se tornaram menos pobres. E a classe média média tradicional ficou com sua posição relativa prejudicada. Na verdade ela percebeu que ele perdeu status", avaliou; "O cara tinha carro, ai todo mundo tinha carro e ele reclamava do engarrafamento. Ele andava de avião, mas ai também o pobre andava de avião. Não tinha mais exclusividade", afirmou, em entrevista exclusiva à TV 247

www.brasil247.com - Haddad: "A classe média perdeu status nos governos do PT"
Haddad: "A classe média perdeu status nos governos do PT"


SP 247 - Em entrevista exclusiva à TV 247, o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT) comentou o motivo de mal-estar crescente na sociedade brasileira durante os governos do PT.

"Os ricos se tornaram mais ricos. Os pobres se tornaram menos pobres. E a classe média média tradicional ficou com sua posição relativa prejudicada. Na verdade ela percebeu que ele perdeu status", avaliou. 

"Isso depois um cara da equipe do Thomas Piketty [pesquisador francês] mediu e atestou isso: os ricos se distanciaram, os pobres se aproximaram e a classe média ficou espremida ali", afirma.

"O cara tinha carro, ai todo mundo tinha carro e ele reclamava do engarrafamento. Ele andava de avião, mas ai também o pobre andava de avião. Não tinha mais exclusividade", afirmou.

Inscreva-se na TV 247 e assista abaixo o trecho da entrevista:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email