Haddad: Brasil vai continuar sendo democracia se ignorar decisão da ONU?

"A ONU reafirmou que Lula tem todas as prerrogativas de ser candidato. Esse parecer tem força de lei no Brasil. Não é algo que possa ser ignorado pelas instituições brasileiras", afirmou Fernando Haddad em entrevista no Piauí nesta tarde; vice na chapa do PT para a eleição presidencial

Haddad: Brasil vai continuar sendo democracia se ignorar decisão da ONU?
Haddad: Brasil vai continuar sendo democracia se ignorar decisão da ONU? (Foto: Stuckert)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Vice na chapa do PT à presidência, Fernando Haddad comentou nesta tarde a decisão do Comitê de Direitos Humanos das Nações Unidas, que pediu respeito aos direitos políticos do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

"A ONU reafirmou que Lula tem todas as prerrogativas de ser candidato. Esse parecer tem força de lei no Brasil. Não é algo que possa ser ignorado pelas instituições brasileiras", disse Haddad, em entrevista concedida no Piauí, ao lado do governador Wellington Dias.

De acordo com o ex-prefeito de São Paulo, que é porta-voz de Lula, "é uma decisão muito séria a da ONU". "Uma determinação de ordem legal. O Brasil é signatário de convenções internacionais que garantem os direitos políticos e de ser candidato. A ONU mostrou que quem decide as eleições é o povo e, com esse respaldo, seguremos na luta".

"Vamos seguir a ordem democrática ou vamos cometer uma segunda violência contra Lula? Esperamos dos meios de comunicação, que dependem da democracia pra sobreviver, a defesa das instituições democráticas", acrescentou. Algumas declarações foram reproduzidas em sua conta no Twitter.

Confira aqui a decisão da ONU a íntegra.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247