Haddad: cultura do ódio precisa ser interrompida urgentemente

Candidato da frente democrática a presidente, Fernando Haddad, lamentou o assassinato do mestre de capoeira Moa do Katende. morto com 12 facadas nas costas na madrugada desta segunda-feira (8) em um bar em Salvador, após dizer que tinha votado no petista; "Um dia amargo para a democracia. A cultura do ódio precisa ser interrompida urgentemente", disse Haddad pelo Twitter

Haddad: cultura do ódio precisa ser interrompida urgentemente
Haddad: cultura do ódio precisa ser interrompida urgentemente
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Bahia 247 - O candidato da frente democrática a presidente, Fernando Haddad, lamentou o assassinato do mestre de capoeira Moa do Katende, morto com 12 facadas nas costas na madrugada desta segunda-feira (8) em um bar em Salvador, após dizer que tinha votado no petista. 

"Um dia amargo para a democracia. A cultura do ódio precisa ser interrompida urgentemente", disse Haddad pelo Twitter.

 O autor do crime, que começou a discussão, manifestou aos gritos seu apoio a Bolsonaro, de acordo com a assessoria de imprensa da Secretaria da Segurança Pública do Estado da Bahia (leia mais). 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247