Haddad rebate acusação de Doria sobre rombo

Ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad contesta, em vídeo, a acusação de seu sucessor, João Doria (PSDB), de que ele deixou um rombo nas contas da Prefeitura, e que essa seria a explicação para a queda de nove pontos na avaliação de seu governo, segundo o Datafolha; Haddad diz ter deixado 5 bilhões e meio em caixa, quantia verificada pelo Tribunal de Contas do Município; "Infelizmente o Doria não tem sido muito leal comigo. O que também não é muita novidade porque ele não tem sido leal sequer com o Alckmin. Então acho que lealdade é uma coisa que ele deveria aprender", provoca Haddad; assista

Ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad contesta, em vídeo, a acusação de seu sucessor, João Doria (PSDB), de que ele deixou um rombo nas contas da Prefeitura, e que essa seria a explicação para a queda de nove pontos na avaliação de seu governo, segundo o Datafolha; Haddad diz ter deixado 5 bilhões e meio em caixa, quantia verificada pelo Tribunal de Contas do Município; "Infelizmente o Doria não tem sido muito leal comigo. O que também não é muita novidade porque ele não tem sido leal sequer com o Alckmin. Então acho que lealdade é uma coisa que ele deveria aprender", provoca Haddad; assista
Ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad contesta, em vídeo, a acusação de seu sucessor, João Doria (PSDB), de que ele deixou um rombo nas contas da Prefeitura, e que essa seria a explicação para a queda de nove pontos na avaliação de seu governo, segundo o Datafolha; Haddad diz ter deixado 5 bilhões e meio em caixa, quantia verificada pelo Tribunal de Contas do Município; "Infelizmente o Doria não tem sido muito leal comigo. O que também não é muita novidade porque ele não tem sido leal sequer com o Alckmin. Então acho que lealdade é uma coisa que ele deveria aprender", provoca Haddad; assista (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

SP 247 – O ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (SP) publicou um vídeo nas redes sociais em que desmascara a acusação de seu sucessor, o atual prefeito João Doria (PSDB), de que ele teria deixado um rombo nas contas da Prefeitura.

"Infelizmente o Doria não tem sido muito leal comigo. O que também não é muita novidade porque ele não tem sido leal sequer com o Alckmin. Então acho que lealdade é uma coisa que ele deveria aprender", provocou Haddad, ao responder um seguidor de sua conta no Twitter.

"Tem tribunal de contas que já aprovou as minhas contas e a declaração do superávit está no relatório final aprovado. Deixei R$ 5,5 bilhões em caixa. Desses R$ 5,5 bilhões, R$ 2,2 bilhões comprometidos e R$ 3,3 bilhões de superávit, sendo R$ 300 milhões livres para ele (Doria) fazer o que ele quisesse no dia 2 de janeiro de 2017", detalhou Haddad.

"Então consulte o Tribunal de Contas, a agência Lupa, ligada ao UOL, que já soltou matéria a esse respeito, e você vai saber quem está mentindo e quem está falando a verdade", concluiu, conversando com o internauta que lhe perguntou sobre o assunto.

No último domingo 8, Doria colocou a culpa em Haddad pela queda de quase dez pontos na avaliação positiva de seu governo, segundo o Datafolha.

"É importante respeitar pesquisa, eu respeito pesquisa. Estamos com nove meses de gestão à frente da Prefeitura de São Paulo, sem recursos. Temos R$ 7,5 bilhões de deficit no orçamento da prefeitura. Que foi herança do PT, que nos deixou esse rombo", disse.


Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247