Haddad: SP escolherá entre entre ‘soberania do povo e coronelismo urbano’

No documento com as principais diretrizes para um eventual segundo governo, o prefeito Fernando Haddad (PT) defende que a cidade de São Paulo "fará uma escolha entre a soberania do povo e o retorno do coronelismo urbano"; segundo o documento, os paulistanos decidirão "entre a legalidade constitucional e o golpe, entre a inclusão das maiorias e o retrocesso liderado pelas oligarquias"; "O Partido dos Trabalhadores e seus aliados devem se preparar para o confronto entre projetos antagônicos de civilização", diz

No documento com as principais diretrizes para um eventual segundo governo, o prefeito Fernando Haddad (PT) defende que a cidade de São Paulo "fará uma escolha entre a soberania do povo e o retorno do coronelismo urbano"; segundo o documento, os paulistanos decidirão "entre a legalidade constitucional e o golpe, entre a inclusão das maiorias e o retrocesso liderado pelas oligarquias"; "O Partido dos Trabalhadores e seus aliados devem se preparar para o confronto entre projetos antagônicos de civilização", diz
No documento com as principais diretrizes para um eventual segundo governo, o prefeito Fernando Haddad (PT) defende que a cidade de São Paulo "fará uma escolha entre a soberania do povo e o retorno do coronelismo urbano"; segundo o documento, os paulistanos decidirão "entre a legalidade constitucional e o golpe, entre a inclusão das maiorias e o retrocesso liderado pelas oligarquias"; "O Partido dos Trabalhadores e seus aliados devem se preparar para o confronto entre projetos antagônicos de civilização", diz (Foto: Aquiles Lins)

SP 247 - O documento com as principais diretrizes do prefeito Fernando Haddad (PT) para reeleição, divulgado nessa sexta-feira, 22, defende que "a cidade fará uma escolha entre a soberania do povo e o retorno do coronelismo urbano".

O programa de Haddad apresenta propostas de concessão à iniciativa privada para revitalização de marcos da cidade, como o estádio do Pacaembu (zona oeste) e o autódromo de Interlagos, ambos com potencial turístico, além da proposta de levar adiante a Parceria Público Privada (PPP) do Anhembi, que prevê uma reforma para modernizar o espaço, transformando-o numa arena para shows e eventos.

Na área de Saúde, o candidato do PT fala em fortalecer as unidades básicas de Saúde (UBSs). Tentará, assim, alcançar a meta de entregar 43 novas unidades até 2016 –só dez foram entregues. Na área de Educação e Cultura, Haddad promete atingir metas de ampliação de matrículas e aumento o orçamento da Secretaria de Cultura.

O documento, elaborado pelo coordenador de programa da campanha petista, deputado federal Vicente Cândido, diz que os paulistanos decidirão "entre a legalidade constitucional e o golpe, entre a inclusão das maiorias e o retrocesso liderado pelas oligarquias". "O Partido dos Trabalhadores e seus aliados devem se preparar para o confronto entre projetos antagônicos de civilização", diz.

 

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247