Heitor Férrer pode trocar PSB pela Rede

O deputado estadual Heitor Férrer (PSB) recebeu, na manhã desta sexta (19) em seu gabinete na Assembleia, a visita do coordenador nacional da Rede Sustentabilidade, Pedro Ivo, e do porta-voz do partido no Ceará, Wesley Diógenes. O parlamentar afirmou que, embora não tenha intenção de deixar seu partido, poderá filiar-se à Rede, dependendo de conversas sobre o cenário local e nacional para as eleições deste ano

O deputado estadual Heitor Férrer (PSB) recebeu, na manhã desta sexta (19) em seu gabinete na Assembleia, a visita do coordenador nacional da Rede Sustentabilidade, Pedro Ivo, e do porta-voz do partido no Ceará, Wesley Diógenes. O parlamentar afirmou que, embora não tenha intenção de deixar seu partido, poderá filiar-se à Rede, dependendo de conversas sobre o cenário local e nacional para as eleições deste ano
O deputado estadual Heitor Férrer (PSB) recebeu, na manhã desta sexta (19) em seu gabinete na Assembleia, a visita do coordenador nacional da Rede Sustentabilidade, Pedro Ivo, e do porta-voz do partido no Ceará, Wesley Diógenes. O parlamentar afirmou que, embora não tenha intenção de deixar seu partido, poderá filiar-se à Rede, dependendo de conversas sobre o cenário local e nacional para as eleições deste ano (Foto: Rodrigo Rocha)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Ceará 247 - O deputado estadual Heitor Férrer (PSB) pode trocar de partido pela segunda vez em pouco mais de dois anos. Na manhã desta sexta-feira (19), o parlamentar recebeu em seu gabinete a visita do coordenador nacional da Rede Sustentabilidade, Pedro Ivo, e do porta-voz do partido no Ceará, Wesley Diógenes. "O Pedro Ivo, de maneira muito gentil, deixou partido à inteira disposição de uma eventual intenção minha de filiação”, disse, ao jornal O Povo.

A intenção do deputado é não deixar o PSB, mas disse que isso dependerá de conversas sobre o cenário local e nacional para as eleições deste ano. "O partido [PSB] está muito sem rumo. Tem quem seja pró-Marina Silva (Rede), pró-candidatura própria, pró-Geraldo Alckmin (PSDB), pró-Ciro Gomes (PDT) e até pró-ninguém”, avalia.

Sobre o cenário local, Heitor salienta que o presidente estadual do PSB, Odorico Monteiro, é próximo ao grupo governista cearense, tanto com Camilo Santana (PT), por ser ex-petista, quanto com os irmãos Ferreira Gomes. A chegada de Ciro e Cid ao PDT, por sinal, foi o motivo da saída de Heitor da legenda, onde permaneceu por mais de 20 anos.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247