Hildécio comemora apoio da União à cadeia produtiva do cravo na Bahia

Com "sensação de dever cumprido", o deputado estadual Hildécio Meireles encerrou a audiência que ele promoveu em Valença para debater o fortalecimento da cadeia produtiva do cravo da índia e seus efeitos; "Nossa luta é mais do que legítima, pois apesar de o cravo da índia ser uma cultura nativa da parte oriental do planeta, encontra-se presente em quase todos os 14 municípios do Território do Baixo Sul, mas que hoje vem sofrendo um grande impacto na produção e carece de políticas públicas para voltar a expandir o cultivo,a comercialização, que mesmo em crise produz 4 mil toneladas/ano, mas já atingiu índices de 14 mil toneladas ano", disse Hildécio

Com "sensação de dever cumprido", o deputado estadual Hildécio Meireles encerrou a audiência que ele promoveu em Valença para debater o fortalecimento da cadeia produtiva do cravo da índia e seus efeitos; "Nossa luta é mais do que legítima, pois apesar de o cravo da índia ser uma cultura nativa da parte oriental do planeta, encontra-se presente em quase todos os 14 municípios do Território do Baixo Sul, mas que hoje vem sofrendo um grande impacto na produção e carece de políticas públicas para voltar a expandir o cultivo,a comercialização, que mesmo em crise produz 4 mil toneladas/ano, mas já atingiu índices de 14 mil toneladas ano", disse Hildécio
Com "sensação de dever cumprido", o deputado estadual Hildécio Meireles encerrou a audiência que ele promoveu em Valença para debater o fortalecimento da cadeia produtiva do cravo da índia e seus efeitos; "Nossa luta é mais do que legítima, pois apesar de o cravo da índia ser uma cultura nativa da parte oriental do planeta, encontra-se presente em quase todos os 14 municípios do Território do Baixo Sul, mas que hoje vem sofrendo um grande impacto na produção e carece de políticas públicas para voltar a expandir o cultivo,a comercialização, que mesmo em crise produz 4 mil toneladas/ano, mas já atingiu índices de 14 mil toneladas ano", disse Hildécio (Foto: Romulo Faro)

Bahia 247 - Com "sensação de dever cumprido", o deputado estadual Hildécio Meireles (PMDB) encerrou a audiência pública feita pelas comissões de Agricultura e Política Rural e de Infraestrutura, Desenvolvimento Econômico e Turismo da Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA) nesta quinta-feira (25), na cidade Valença, para debater o fortalecimento da cadeia produtiva do cravo da índia e seus efeitos.

Segundo Meireles, um dos principais itens reivindicados pelos agricultores familiares da região do Baixo Sul foi assegurado pelo presidente do IBGE na Bahia, Artur Ferreira, que é o registro da produção do cravo-da-índia no banco de dados do instituto para o mês de julho do próximo ano. O superintendente de Agricultura, Pecuária e Abastecimento na Bahia, Osanah Rodrigues Setúval, se comprometeu pelo reconhecimento e zoneamento da produção do cultivo pelo Ministério da Agricultura.

"Estas importantes medidas, sem dúvida, proporcionarão melhores condições para o crescimento do cultivo e comercialização, a exemplo de abertura de linha de crédito, dentre outros incentivadores", comemorou Hildécio. Ele diz que resta entregar apenas à secretaria estadual de Agricultura a 'Carta do Cravo' como reforço.

"Afinal, a nossa luta é mais do que legítima, pois apesar de o cravo da índia ser uma cultura nativa da parte oriental do planeta, encontra-se presente em quase todos os 14 municípios do Território do Baixo Sul, mas que hoje vem sofrendo um grande impacto na produção e carece de políticas públicas para voltar a expandir o cultivo,a comercialização, que mesmo em crise produz 4 mil toneladas/ano, mas já atingiu índices de 14 mil toneladas ano. Estima-se ainda que estejam interligados a cadeia produtiva do Cravo um contingente de 50 mil pessoas entre a sua produção, colheita e comercialização", afirmou o peemedebista.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247