Hildegard Angel prega boicote ao Habib's após morte de garoto

"Que horror a atitude do Habbib's. Espancarem uma criança frágil provocando sua morte.Corações de ferro.Não passo mais nem na porta. Boicote!", postou a jornalista; o adolescente João Victor de Souza Carvalho morreu no último domingo 26 após uma suposta agressão de seguranças da rede de restaurantes de uma unidade da Vila Nova Cachoeirinha, em São Paulo; familiares pedem justiça

"Que horror a atitude do Habbib's. Espancarem uma criança frágil provocando sua morte.Corações de ferro.Não passo mais nem na porta. Boicote!", postou a jornalista; o adolescente João Victor de Souza Carvalho morreu no último domingo 26 após uma suposta agressão de seguranças da rede de restaurantes de uma unidade da Vila Nova Cachoeirinha, em São Paulo; familiares pedem justiça
"Que horror a atitude do Habbib's. Espancarem uma criança frágil provocando sua morte.Corações de ferro.Não passo mais nem na porta. Boicote!", postou a jornalista; o adolescente João Victor de Souza Carvalho morreu no último domingo 26 após uma suposta agressão de seguranças da rede de restaurantes de uma unidade da Vila Nova Cachoeirinha, em São Paulo; familiares pedem justiça (Foto: Gisele Federicce)

247 - A jornalista Hildegard Angelo pregou boicote à rede de lanchonetes Habib´s após a morte do adolescente João Victor de Souza Carvalho no último domingo 26 por suspeita de agressão por parte de seguranças da rede.

"Que horror a atitude do Habbib's. Espancarem uma criança frágil provocando sua morte.Corações de ferro.Não passo mais nem na porta. Boicote!", postou a jornalista no Twitter.

O fato aconteceu na unidade da Vila Nova Cachoeirinha, em São Paulo, onde na segunda-feira os familiares fizeram um protesto pedindo justiça. O pai do garoto foi avisado que o menino tinha sido agredido na porta do restaurante e o encontrou já morto no hospital em decorrência de uma parada cardiorrespiratória.

Em depoimento à Polícia Civil, a catadora de material reciclável Silvia Helena Troti afirmou que viu o adolescente ser agredido por "um homem forte, gordo, moreno com uniforme do Habib's" e desmaiar em seguida. Ela contou que o homem segurou o garoto pela gola da camisa e deu um soco na cabeça dele.

O líder do MTST e da Frente Povo Sem Medo, Guilherme Boulos, também pediu justiça. "Habibs deve explicações pela morte do garoto João Victor, de 13 anos. A tese do "mal súbito" não convence... Justiça para João Victor!".

Em nota, a empresa considerou o fato "lamentável" e disse que o garoto "ameaçava o patrimônio da loja". Leia abaixo:

A franqueadora leva em consideração as informações relatadas pelos funcionários da unidade franqueada, presentes no momento da ocorrência, bem como os relatos registrados em B.O. A polícia foi acionada, assim que verificaram que a conduta do menor estava incontrolável, ameaçando o patrimônio físico da loja e dos clientes. Imediatamente, também o resgate foi acionado.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247