Humberto parte para cima da gestão do PSB no Recife

Senador do PT criticou abertamente a gestão do prefeito do Recife, Geraldo Júlio (PSB); para Humberto Costa, candidato derrotado ao cargo nas últimas eleições municipais, “a gestão Geraldo Júlio está deixando a desejar"; parlamentar disse ainda que o fraco desempenho da administração pessebista pode ser atribuída à inexperiência de Geraldo Júlio para ocupar o cargo; as declarações podem tascar mais lenha na já tensa fogueira das relações entre o PT e o PSB

Em discurso na tribuna do Senado, senador Humberto Costa (PT-PE)
Em discurso na tribuna do Senado, senador Humberto Costa (PT-PE) (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

PE247 - O senador Humberto Costa (PT) criticou abertamente a gestão do prefeito do Recife, Geraldo Júlio (PSB). Humberto, candidato derrotado ao cargo nas últimas eleições municipais, disse que “A gestão Geraldo Júlio está deixando a desejar. Faço votos que melhore”. Além de avaliar como ruins os oito primeiros meses da administração do PSB na capital pernambucana, Humberto não titubeou em dizer que esta situação se deve ao fato do atual prefeito não possuir experiência suficiente para ocupar o cargo. A declaração pode tacar lenha na fogueira das relações entre o PT e o PSB.  

“Com oito meses, já era possível mostrar alguma coisa. Eu ando pelas ruas e vejo um sentimento de frustração da população. Ele criou muita expectativa e promessas”, observou Humberto durante entrevista à Rádio JC/CBN. O senador declarou, ainda, que os fracos oito primeiros meses de governo se devem a inexperiência do pessebista à frente do Executivo muncipal. “Isto tudo reflete a inexperiência que eu falava. As pessoas prometem tudo como se fosse fácil resolver os problemas da noite para o dia”, sapecou.

Embora o PT participe da atual gestão municipal através do comando da Secretaria de Habitação, o grupo representado é o do ex-prefeito João da Costa e não o do senador. O partido encontra-se rachado desde as eleições 2102 e até hoje não engoliu a derrota para o PSB do governador e eventual candidato à Presidente da República em 2104, Eduardo Campos. Os petistas também dizem que o PSB e o próprio Campos estariam atuando nos bastidores do Processo de Eleições Diretas (PED), que vai definir a próxima direção estadual do PT, para beneficiar o grupo de João da Costa.  

Em meio a mágoas e suspeitas, o racha interno vivenciado pelo Partido dos Trabalhadores em Pernambuco ainda deve persistir por um bom tempo. Mas, desta vez, com as críticas diretas feitas por Humberto contra a gestão socialista da capital pernambucana e a suspeita de alguns integrantes do PT de que o governador estaria atuando nos bastidores do PED para defenestrar o senador do controle da legenda, a tendência é que a animosidade entre os partidos fique cada vez mais evidente.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email