IMA investiga vazamento de óleo no Porto de Maceió

O vazamento ocorreu no final da tarde dessa quarta-feira (24). Técnicos adotaram medidas para contenção do líquido. A Transpetro foi intimada a suspender o carregamento de embarcações utilizando tomadas de bunker do terminal açucareiro do Porto de Maceió. O Porto também recebeu uma intimação e tem 30 dias para apresentar um relatório circunstanciado sobre a contaminação marinha adjacente à caixa de bunker.

IMA investiga vazamento de óleo no Porto de Maceió
IMA investiga vazamento de óleo no Porto de Maceió
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Alagoas247 - Técnicos do Instituto do Meio Ambiente (IMA) fizeram, na manhã desta quinta-feira (25), nova vistoria na área do Porto de Maceió para avaliar o impacto do vazamento de óleo diesel utilizado no abastecimento de embarcações. O problema teria sido iniciado ontem e pode acarretar impacto no ambiente marinho adjacente. A empresa responsável e a administração do local foram intimadas a resolver o problema e a apresentar relatório da situação.

Por volta das 18h, o IMA foi acionado e informado de um possível vazamento que teria acontecido num barco rebocador da Petrobrás. Por isso, a área foi cercada por barreiras de contenção e absorção, além de manta absorvente. Todavia, hoje pela manhã, por volta das 10h, o órgão foi novamente acionado pela administração do Porto porque o vazamento teria continuado.

Os técnicos constataram então que o local real e mais provável do acidente é o 'bunker' de contenção nos dutos de abastecimento de combustível da Transpetro. Na oportunidade, foram tomadas medidas emergenciais para conter os impactos que podem ser sentidos principalmente no ambiente marinho.

A Transpetro foi intimada a suspender o carregamento de embarcações utilizando tomadas de bunker do terminal açucareiro do Porto de Maceió, até que sejam sanadas as infiltrações - com comprovação através de laudos específicos. A empresa recebeu o prazo de 10 dias para apresentação do relatório. Findado o prazo, o IMA poderá calcular então o valor da multa que deverá ser aplicada.

O Porto também recebeu uma intimação e tem 30 dias para apresentar um relatório circunstanciado sobre a contaminação marinha adjacente à caixa de bunker, com a estimativa da quantidade de óleo infiltrada, a descrição das medidas de contenção para retirada do óleo da água e as medidas empregadas para sanar o problema.

 Com gazetaweb e assessoria

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247