Incêndio criminoso atinge Parque Rola Moça

Já são quatro dias que um incêndio criminoso atinge o Parque Estadual da Serra do Rola-Moça, em Belo Horizonte; as chamas seguem descontroladas ; bombeiros passaram a noite na área de preservação tentando apagar as chamas; no início da manhã deste sábado (17) ganharam a companhia de brigadistas; um helicóptero foi deslocado para ajudar no combate


Já são quatro dias que um incêndio criminoso atinge o Parque Estadual da Serra do Rola-Moça, em Belo Horizonte; as chamas seguem descontroladas ; bombeiros passaram a noite na área de preservação tentando apagar as chamas; no início da manhã deste sábado (17) ganharam a companhia de brigadistas; um helicóptero foi deslocado para ajudar no combate
Já são quatro dias que um incêndio criminoso atinge o Parque Estadual da Serra do Rola-Moça, em Belo Horizonte; as chamas seguem descontroladas ; bombeiros passaram a noite na área de preservação tentando apagar as chamas; no início da manhã deste sábado (17) ganharam a companhia de brigadistas; um helicóptero foi deslocado para ajudar no combate (Foto: Voney Malta)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

pautandominas.com.br - O incêndio no Parque Estadual da Serra do Rola Moça já está em seu quarto dia. Pelo menos 75 militares do Corpo de Bombeiros e 40 brigadistas enfrentam as chamas. O incêndio acontece na região do Barreiro, em Belo Horizonte.

Segundo a gerência do parque, homens da Copasa que trabalham no local, afirmaram que viram um homem ateando fogo em inúmeros pontos do Rola Moça nas últimas horas. O suspeito fugiu e ainda não foi identificado. 

Além dos militares e brigadistas, pelo ar aeronaves do Instituto Estadual de Florestas (IEF) e Arcanjo 2 davam suporte lançando água contra as chamas.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email