Índice de emprego fica estável no Recife

De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o índice permaneceu estável em relação a junho, com 6,5%; Greve dos servidores do IBGE impediu o fechamento completo dos dados da Pesquisa Mensal de Emprego

 247 - O nível de emprego ficou estável no Recife (PE) ao longo do mês de julho. De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o índice permaneceu estável em relação a junho, com 6,5%. A mesma situação de estabilidade foi encontrada em Belo Horizonte (MG), com 4,4% e 3,8% em Porto Alegre (RS). São Paulo foi a única região metropolitana que registrou queda na taxa de desemprego em julho, ficando em 5,7%, redução de 0,8 ponto percentual. A greve dos servidores do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) impediu o fechamento completo dos dados da Pesquisa Mensal de Emprego, feita nas seis principais regiões metropolitanas do país.

Na comparação com julho de 2011, houve redução de 0,8 ponto percentual em São Paulo e de 0,9 ponto percentual na capital gaúcha. Belo Horizonte e Recife registraram estabilidade em 12 meses. Quanto à população empregada, o quadro ficou estável em julho em Recife, Belo Horizonte e São Paulo em relação ao mês anterior. Em Porto Alegre, a queda foi 2,8%, o que representou menos 52 mil pessoas trabalhando. Na comparação anual, os empregados cresceram 2,7% em Recife e não foi registrada variação significativa nas demais regiões pesquisadas.

O rendimento médio real caiu em três das quatro regiões metropolitanas de junho para julho - Recife (-3,5%), Belo Horizonte (-1,8%) e São Paulo (-1,1%). Em Porto Alegre, manteve-se estável. Na comparação com julho do ano passado, as quatro regiões metropolitanas tiveram acréscimo no rendimento médio real, com destaque para Belo Horizonte e Recife que apresentaram crescimento de 5%.

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247