Índices de criminalidade voltam a cair em fevereiro

Estado apresenta queda nas 12 modalidades monitoradas pelo Observatório da SSPAP pelo segundo mês consecutivo em 2017; homicídios recuam 29,5% e latrocínios, 80%; declínio também prevalece nas diversas naturezas de roubos e furtos; violência desacelera na região do Entorno do Distrito Federal; resultados são reflexo da política de segurança pública implantada pelo vice-governador José Eliton; entre atividades ostensivas recentes, PM deflagrou as operações Fecha Goiás e Carnaval  

Estado apresenta queda nas 12 modalidades monitoradas pelo Observatório da SSPAP pelo segundo mês consecutivo em 2017; homicídios recuam 29,5% e latrocínios, 80%; declínio também prevalece nas diversas naturezas de roubos e furtos; violência desacelera na região do Entorno do Distrito Federal; resultados são reflexo da política de segurança pública implantada pelo vice-governador José Eliton; entre atividades ostensivas recentes, PM deflagrou as operações Fecha Goiás e Carnaval
 
Estado apresenta queda nas 12 modalidades monitoradas pelo Observatório da SSPAP pelo segundo mês consecutivo em 2017; homicídios recuam 29,5% e latrocínios, 80%; declínio também prevalece nas diversas naturezas de roubos e furtos; violência desacelera na região do Entorno do Distrito Federal; resultados são reflexo da política de segurança pública implantada pelo vice-governador José Eliton; entre atividades ostensivas recentes, PM deflagrou as operações Fecha Goiás e Carnaval   (Foto: José Barbacena)

Goiás 247 - Pelo segundo mês consecutivo em 2017, Goiás registra recuo em todos os 12 índices de criminalidade disponíveis pela Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária (SSPAP). Em janeiro, as estatísticas já haviam mostrado a tendência de queda geral dos delitos, o que agora se confirma com a divulgação do relatório de fevereiro: se comparado com o mesmo período do ano passado, os homicídios registraram queda 29,46%, enquanto, estupros e tentativas de homicídios recuaram 29,17% e 43,63%, respectivamente.

Também retrocederam os latrocínios (-79,31%), roubos a transeuntes (-33,35%), roubos de veículos (-40,49%), roubos em comércios (-30,34%), roubos em residências (-39,3%), furtos de veículos (-29,77%), furtos em comércios (-24,07%), furtos em residências (-4,87%) e furtos a transeuntes (-34,69%). As estatísticas de janeiro já haviam mostrado essa mesma tendência de queda na criminalidade quando também apresentou retrocesso nas 12 modalidades.

Os resultados positivos são reflexo da política de segurança pública implantada pelo vice-governador José Eliton que esteve à frente da pasta de fevereiro de 2016 a janeiro de 2017. As iniciativas tiveram como base, além da integração das diversas polícias, o planejamento estratégico, o uso da inteligência, da tecnologia no mapeamento e definição de táticas que resultam em alta eficácia. A intensificação do policiamento nas ruas da capital e nas cidades do interior foi outra estratégia que força a queda dos índices de violência em todo o estado.

O novo secretário de Segurança Pública e Administração Penitenciária, Ricardo Brisolla Balestreri, apresentado em coletiva de imprensa pelo governador Marconi Perillo no dia 24 de fevereiro, reconheceu esse esforço ao afirmar que é preciso dar continuidade ao trabalho de valorização das forças policiais goianas, uma das ações centrais implementadas pelo vice-governador José Eliton.

Entre as atividades ostensivas recentes, a Polícia Militar deflagrou no dia 09 de fevereiro a Operação Fecha Goiás. Mais de 2 mil policiais e 600 viaturas estiveram envolvidos na atividade. Na véspera dos festejos deste ano, a PM lançou a Operação Carnaval. Além do efetivo de 800 homens, foram incluídos recursos tecnológicos e profissionais, como radares, etilômetros e balanças. No total, 35 municípios estratégicos tiveram o reforço na segurança.

Latrocínios caem 75% em Goiânia

A queda nos índices obtidos pelo estado são reflexos dos números apurados nas principais regiões goianas. A capital também apresentou recuo na totalidade de ocorrências reativas. Os homicídios caíram 19,09%, os estupros contraíram 68,5% e as tentativas de homicídios recuaram 60%. Houve recuo nas cinco naturezas de roubos: a transeuntes (-36,22%), de veículos (-50%), em comércios (-32,95%), e em residências (-35,88%). A redução chegou a 31,35% nos furtos de veículos e a 36,09% nos furtos em comércios. Os furtos em residências e a transeuntes caíram, pela ordem, 13,52% e 34,84%.

Em Aparecida, roubos de veículos recuam 54,7%

Onze das 12 modalidades criminais retrocederam em Aparecida de Goiânia no mês passado. Uma manteve-se estável. O município da Região Metropolitana de Goiânia, que tem se destacado pelos resultados aferidos nos últimos meses, manteve o ciclo de queda.

Os homicídios recuaram 32,14% na cidade. Já os estupros caíram 50% e as tentativas de homicídios diminuíram 35,29%. Todas as naturezas de roubos declinaram: roubo a transeuntes (-32,58%), roubo de veículos (-54,7%), e roubo em comércio (-4,17%). Também diminuíram os furtos de veículos (-47,06%), em comércio (-43,29%) e furto em residência (-22,09%). Os furtos a transeuntes não apresentaram oscilação (0%).

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247