‘Indiciamento de Lula é espetacularização judicial’

O governador do Piauí, Wellington Dias, afirmou que o indiciamento do ex-presidente Lula pela Justiça Federal no Paraná "mostra a espetacularização que vem ocorrendo na justiça, especialmente quando o objeto da denúncia é algum factoide atribuído a ele sem qualquer tipo de prova"; "O objetivo de tudo isso é macular sua imagem e tirá-lo da disputa para presidente em 2018", disse; "No Brasil, infelizmente, primeiro o cidadão é execrado; na prática, é condenado para, a partir daí, iniciar o processo. Contudo, acredito que a verdade mais uma vez vencerá e Lula continuará sua trajetória ao lado dela"

O governador do Piauí, Wellington Dias, afirmou que o indiciamento do ex-presidente Lula pela Justiça Federal no Paraná "mostra a espetacularização que vem ocorrendo na justiça, especialmente quando o objeto da denúncia é algum factoide atribuído a ele sem qualquer tipo de prova"; "O objetivo de tudo isso é macular sua imagem e tirá-lo da disputa para presidente em 2018", disse; "No Brasil, infelizmente, primeiro o cidadão é execrado; na prática, é condenado para, a partir daí, iniciar o processo. Contudo, acredito que a verdade mais uma vez vencerá e Lula continuará sua trajetória ao lado dela"
O governador do Piauí, Wellington Dias, afirmou que o indiciamento do ex-presidente Lula pela Justiça Federal no Paraná "mostra a espetacularização que vem ocorrendo na justiça, especialmente quando o objeto da denúncia é algum factoide atribuído a ele sem qualquer tipo de prova"; "O objetivo de tudo isso é macular sua imagem e tirá-lo da disputa para presidente em 2018", disse; "No Brasil, infelizmente, primeiro o cidadão é execrado; na prática, é condenado para, a partir daí, iniciar o processo. Contudo, acredito que a verdade mais uma vez vencerá e Lula continuará sua trajetória ao lado dela" (Foto: Leonardo Lucena)

Piauí 247 - O governador do Piauí, Wellington Dias, enviou nota à imprensa nesta quinta-feira (15) sobre o indiciamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Siva pela Justiça Federal no Paraná. De acordo com o petista, a ação "mostra a espetacularização que vem ocorrendo na justiça, especialmente quando o objeto da denúncia é algum factoide atribuído a ele sem qualquer tipo de prova". "Agora, mais uma vez, ele é acusado sem provas. O objetivo de tudo isso é macular sua imagem e tirá-lo da disputa para presidente em 2018", disse. 

Em referência ao tripléx no Guarujá, litoral de São Paulo, o governador disse que, "atualmente, um apartamento que já está com o real dono identificado ainda pauta instituições e órgãos de imprensa para tentarem incrimina-lo injustamente". "Essa ação é uma ofensiva odiosa", complementou.

"O presente indiciamento deixa clara a politização das instituições contra ele. Quem não se lembra da condução coercitiva? ", questionou o governador. Segundo ele, "ninguém está acima da lei, mas é a mesma lei utilizada para acusar que assegura a presunção da inocência até que alguém seja condenado".

"No Brasil, infelizmente, primeiro o cidadão é execrado; na prática, é condenado para, a partir daí, iniciar o processo. Contudo, acredito que a verdade mais uma vez vencerá e Lula continuará sua trajetória ao lado dela".

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247