Índio é preso suspeito de matar a própria filha

A Polícia Civil de Alagoas prendeu o índio Rogério Henrique da Silva, de 36 anos, suspeito de matar a própria filha, de apenas um ano e dois meses de idade; o crime aconteceu no Sítio Candará, na altura da Serra dos Macacos, em Palmeira dos Índios, onde vive uma tribo indígena; ele foi detido na própria casa, onde teria chegado embriagado e, após tentar agredir a esposa com um facão, pegou a menina e jogou-a contra as paredes 

A Polícia Civil de Alagoas prendeu o índio Rogério Henrique da Silva, de 36 anos, suspeito de matar a própria filha, de apenas um ano e dois meses de idade; o crime aconteceu no Sítio Candará, na altura da Serra dos Macacos, em Palmeira dos Índios, onde vive uma tribo indígena; ele foi detido na própria casa, onde teria chegado embriagado e, após tentar agredir a esposa com um facão, pegou a menina e jogou-a contra as paredes 
A Polícia Civil de Alagoas prendeu o índio Rogério Henrique da Silva, de 36 anos, suspeito de matar a própria filha, de apenas um ano e dois meses de idade; o crime aconteceu no Sítio Candará, na altura da Serra dos Macacos, em Palmeira dos Índios, onde vive uma tribo indígena; ele foi detido na própria casa, onde teria chegado embriagado e, após tentar agredir a esposa com um facão, pegou a menina e jogou-a contra as paredes  (Foto: Voney Malta)

Alagoas 247 - A Polícia Civil confirmou, na manhã deste sábado (22), a prisão do índio Rogério Henrique da Silva, de 36 anos, conhecido pelo apelido de "Neguinho", suspeito de matar a própria filha, uma criança de apenas um ano e dois meses de idade. O crime, de acordo com agentes de polícia, aconteceu no Sítio Candará, na altura da Serra dos Macacos, em Palmeira dos Índios, onde vive uma tribo indígena.

"Neguinho" foi detido na própria casa na manhã deste sábado. Informes repassados aos agentes da 5ª Delegacia Regional de Polícia, em Palmeira dos Índios, dão conta de que ele chegou em casa embriagado e, após tentar agredir a esposa com um facão, pegou a menina e jogou contra as paredes. 

Testemunhas ficaram chocadas com o fato e fizeram contato com a polícia. Eles tentaram, mas não conseguiram salvar a vida de Maria Sayonara Henrique Oliveira. 

Ao portal Todo Segundo, a chefia de serviço, do 73º Distrito Policial de Estrela de Alagoas, explicou que depois de ser jogada nas pares do imóvel, a criança foi arremessada para fora da casa, junto com uma televisão. A vítima foi encontrada próxima a um pé de manga. Ela agonizava quando os vizinhos tentaram socorrê-la.

Já o indígena foi preso em flagrante e levado à Delegacia Regional do município, onde está à disposição da Justiça. A mãe da criança presta foi convocada a prestar depoimento ao delegado Adalberto Meira Cavalcante. 

O corpo da menor foi recolhido ao Instituto Médico Legal (IML) de Arapiraca. 

Com gazetaweb.com

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247