Indústria chinesa de fertilizantes estuda investimentos em Goiás

O secretário de Desenvolvimento Econômico de Goiás, Francisco Pontes, recebeu os executivos Haiguang (Bill) Duan, gerente geral da indústria chinesa Leili Marine Biotech, e Laercio Yamauti, gerente geral da boliviana Agrallia Agroindustrial S.A., que se interessam em trazer aproximadamente R$ 160 mi em investimentos para o Brasil; entretanto, o que mais desperta o interesse dos investidores é o potencial mercadológico do Estado de Goiás

O secretário de Desenvolvimento Econômico de Goiás, Francisco Pontes, recebeu os executivos Haiguang (Bill) Duan, gerente geral da indústria chinesa Leili Marine Biotech, e Laercio Yamauti, gerente geral da boliviana Agrallia Agroindustrial S.A., que se interessam em trazer aproximadamente R$ 160 mi em investimentos para o Brasil; entretanto, o que mais desperta o interesse dos investidores é o potencial mercadológico do Estado de Goiás
O secretário de Desenvolvimento Econômico de Goiás, Francisco Pontes, recebeu os executivos Haiguang (Bill) Duan, gerente geral da indústria chinesa Leili Marine Biotech, e Laercio Yamauti, gerente geral da boliviana Agrallia Agroindustrial S.A., que se interessam em trazer aproximadamente R$ 160 mi em investimentos para o Brasil; entretanto, o que mais desperta o interesse dos investidores é o potencial mercadológico do Estado de Goiás (Foto: Leonardo Lucena)

Goiás 247 - O secretário de Desenvolvimento Econômico de Goiás, Francisco Pontes, recebeu na manhã desta quarta-feira, dia 16, os executivos Haiguang (Bill) Duan, gerente geral da indústria chinesa Leili Marine Biotech, e Laercio Yamauti, gerente geral da boliviana Agrallia Agroindustrial S.A., que se interessam em trazer aproximadamente R$ 160 mi em investimentos para o Brasil. Entretanto, o que mais desperta o interesse dos investidores é o potencial mercadológico do Estado de Goiás.

As empresas são parceiras comerciais e especializadas na aplicação de biotecnologia em produtos agroquímicos. O diferencial de seus produtos está no sistema de “enzimolisis” em algas marinhas – fabricação patenteada de fertilizantes à base de algas marinhas –, desenvolvido em 25 anos de pesquisa da matriz chinesa. Neste caso, os produtos agregam nutrientes às plantações, melhoram as propriedades do solo e não causam efeitos negativos à cadeia produtiva a longo prazo.

Vantagens

O secretário Francisco Pontes considerou que Goiás “é o melhor território para implantação de qualquer empresa que queira expandir seus negócios, principalmente na América Latina”. Como destaque, ele apontou as condições climáticas e territoriais, as vantagens logísticas e a legislação vigente que contribui com a decisão favorável dos investidores.

Bill Duan explicou que nos primeiros anos, em Goiás, a empresa estudaria as demandas comerciais para se adaptarem e então direcionarem seu grupo de cientistas para a aplicação de pesquisas, produção e desenvolvimento de produtos. “Conforme obtivermos sucessos, vamos trazer os investimentos para expandir os negócios a partir daqui”, explicou o executivo chinês.

O secretário acrescentou que o Estado está pronto para oferecer todas as opções como principal destino da empresa no Brasil e ressaltou que o governo goiano também se interessa nas perspectivas sociais desta parceria. “Vemos como mais importante não o volume do investimento, mas os ganhos em novos produtos, em novas tecnologias, em desenvolvimento regional e em geração de empregos”, finalizou Pontes.

Acompanharam a reunião, os gerentes da Agrallia, Hugo e Eduardo Yamauti, e os superintendentes Luiz Medeiros (Comércio Exterior), Victor Hugo (Executivo de Indústria e Comércio), Mauro Faiad (Executivo de Ciência e Tecnologia), além do chefe de Gestão do Investe Goiás, Luiz Otávio, e o gerente de Promoção de Goiás no Exterior, Ronaldo Costa.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247