Instituição reconhece sucesso de Goiás na gestão por OS

Devido aos significativos avanços na Saúde, Goiás recebeu nesta segunda-feira convite para liderar campanha nacional em defesa do sistema de Organizações Sociais (OSs) na gestão de hospitais públicos; convite foi feito hoje ao governador Marconi Perillo pelo presidente do Instituto Brasileiro das Organizações Sociais (IBROSS), Renilson Rehem, em almoço de confraternização, no Palácio das Esmeraldas, que reuniu representantes das vinte Organizações Sociais filiadas ao instituto

Devido aos significativos avanços na Saúde, Goiás recebeu nesta segunda-feira convite para liderar campanha nacional em defesa do sistema de Organizações Sociais (OSs) na gestão de hospitais públicos; convite foi feito hoje ao governador Marconi Perillo pelo presidente do Instituto Brasileiro das Organizações Sociais (IBROSS), Renilson Rehem, em almoço de confraternização, no Palácio das Esmeraldas, que reuniu representantes das vinte Organizações Sociais filiadas ao instituto
Devido aos significativos avanços na Saúde, Goiás recebeu nesta segunda-feira convite para liderar campanha nacional em defesa do sistema de Organizações Sociais (OSs) na gestão de hospitais públicos; convite foi feito hoje ao governador Marconi Perillo pelo presidente do Instituto Brasileiro das Organizações Sociais (IBROSS), Renilson Rehem, em almoço de confraternização, no Palácio das Esmeraldas, que reuniu representantes das vinte Organizações Sociais filiadas ao instituto (Foto: José Barbacena)

Goiás 247 - Devido aos significativos avanços na Saúde, Goiás recebeu nesta segunda-feira convite para liderar campanha nacional em defesa do sistema de Organizações Sociais (OSs) na gestão de hospitais públicos. O convite foi feito hoje ao governador Marconi Perillo pelo presidente do Instituto Brasileiro das Organizações Sociais (IBROSS), Renilson Rehem, em almoço de confraternização, no Palácio das Esmeraldas, que reuniu representantes das vinte Organizações Sociais filiadas ao instituto.

Eles foram unânimes em apontar a experiência de Goiás como a mais exitosa do País, daí a posição de vanguarda do Estado na implantação do novo sistema. “Ninguém melhor que o senhor, governador, para liderar uma campanha tão importante quanto esta, que não visa defender uma organização em si, mas um modelo de gestão”, disse Rehem no almoço.

O governador colocou-se à disposição para defender o sistema de Organizações Sociais na Saúde por entender que definitivamente é o mais apropriado. Ele lembrou que quando o sistema foi implantado em Goiás pela primeira vez, em 2004, primeiramente no CRER, eram constantes as críticas à Saúde no Estado. “Com o novo modelo, chegamos a um índice médio de aprovação superior a 94% em toda a rede estadual de Saúde”, afirmou o governador, ao reconhecer que Goiás tem todas as condições de liderar uma campanha nacional a favor do novo modelo.

As entidades marcaram para novembro deste ano reunião ampliada em São Paulo, com a presença do governador Geraldo Alckmin, para cuidar dos preparativos para a campanha nacional. Goiás e São Paulo são as duas principais unidades da Federação cujo modelo de gestão da Saúde por OS apresenta-se mais avançado. “Eu tenho prazer de entrar nessa luta”, disse Marconi, ao considerar positiva a ideia das entidades de criar um modelo de Acreditação, com certificações legais de qualidade, que espelhem o índice de excelência de cada unidade gerida por Organizações Sociais. Ele lembrou ainda que desde que o sistema foi implantado em Goiás, além dos avanços reconhecidos pela própria população, no melhor estilo “propaganda boca a boca”, nenhuma greve foi registrada na área da Saúde. “Tivemos a coragem de quebrar paradigmas”, disse o governador, referindo-se às reações iniciais e ao quadro atual de “entusiasmo total” com o novo sistema.

De acordo com o governador, em todos os hospitais goianos administrados por Organizações Sociais ocorreram avanços nos atendimentos, melhoria na estrutura física, implantação de novos serviços, aumento do número de leitos e redução de custos.

O secretário da Saúde de Goiás, Leonardo Vilela, vincula este êxito ao processo de seleção das Organizações Sociais adotado em Goiás e à fiscalização das ações executadas, no qual inclui-se a prestação de contas feita pelas entidades.

Segundo ele, os avanços na gestão por OSs fizeram com que Goiás se tornasse referência no País na aplicação deste modelo de gestão. Tal fato atraiu ao Estado gestores de 12 Estados, incluindo o Distrito Federal, em 15 visitas técnicas.

O IBROSS, entidade sem fins lucrativos, foi criada em abril do ano passado com o propósito de representar, orientar e zelar pela eficiência e transparência do setor. Atualmente, 16 unidades e órgãos da Secretaria de Estado da Saúde de Goiás são geridos por 10 organizações sociais.

A entidade é composta por representantes de 20 organizações localizadas nos Estados de São Paulo, Pernambuco, Bahia, Distrito Federal, Rio Grande do Sul e Goiás. O encontro, sediado recentemente por Goiás, é realizado mensalmente pelo instituto na região de um dos associados, e tem o objetivo de representar e unir o terceiro setor, além de fortalecer a gestão na Saúde.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247