Instituto Vladimir Herzog defende Felipe Neto contra indiciamento: perseguição impacta liberdade de expressão

“A perseguição imposta a Felipe Neto impacta não só os profissionais diretamente atingidos por ela, mas também a livre circulação de informações e de ideias, restringindo o direito da população à informação como um todo”, disse o instituto em comunicado

Felipe Neto
Felipe Neto (Foto: Reprodução YouTube)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O Instituto Vladimir Herzog defendeu o youtuber Felipe Neto contra seu indiciamento pela Polícia Civil por ter, supostamente, divulgado material impróprio para crianças e adolescentes em seu canal.

Em comunicado publicado em seu site, o instituto diz que “este indiciamento de Felipe Neto é, na verdade, uma inaceitável e covarde forma de perseguição ao comunicador, que tem se tornado uma das mais importantes vozes do país na luta contra os intermináveis retrocessos promovidos pelo atual governo no campo dos direitos humanos, da liberdade de expressão e da justiça social.”

“A perseguição imposta a Felipe Neto impacta não só os profissionais diretamente atingidos por ela, mas também a livre circulação de informações e de ideias, restringindo o direito da população à informação como um todo”, continua.

Confira:

O Instituto Vladimir Herzog vem a público para manifestar enorme preocupação com o indiciamento de Felipe Neto. O youtuber e influenciador digital foi indiciado pela Polícia Civil do Rio de Janeiro por ter, supostamente, divulgado material impróprio para crianças e adolescentes em seu canal no YouTube.

Este indiciamento de Felipe Neto é, na verdade, uma inaceitável e covarde forma de perseguição ao comunicador, que tem se tornado uma das mais importantes vozes do país na luta contra os intermináveis retrocessos promovidos pelo atual governo no campo dos direitos humanos, da liberdade de expressão e da justiça social.

A capacidade de comunicadores produzirem e fazerem circular informações e opiniões para a sociedade nunca esteve tão comprometida desde a redemocratização. A perseguição imposta a Felipe Neto impacta não só os profissionais diretamente atingidos por ela, mas também a livre circulação de informações e de ideias, restringindo o direito da população à informação como um todo.

Questionar opiniões ou discordar delas são atitudes legítimas; tentar silenciá-las com ataques e perseguições jurídicas é uma evidente e grave violação à Constituição e ao Estado democrático de Direito.

O Instituto Vladimir Herzog presta solidariedade a Felipe Neto e reafirma seu compromisso em cobrar representantes públicos e responder aos desafios que atravessamos. Somente assim é que seremos capazes de interromper a escalada de violações à liberdade de expressão e de ataques a comunicadores e jornalistas.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247