Integração é a solução para a economia mundial se livrar da crise, diz mídia chinesa

Perante os desafios diversificados, como a economia pode se livrar desta crise?, indaga o texto, que destaca o discurso do presidente chinês, Xi Jinping

www.brasil247.com - (211231) -- BEIJING, Dec. 31, 2021 (Xinhua) -- Chinese President Xi Jinping delivers his 2022 New Year Address through China Media Group and the Internet on New Year's eve. (Xinhua/Ju Peng)
(211231) -- BEIJING, Dec. 31, 2021 (Xinhua) -- Chinese President Xi Jinping delivers his 2022 New Year Address through China Media Group and the Internet on New Year's eve. (Xinhua/Ju Peng) (Foto: Ju Peng)


Rádio Internacional da China - O presidente chinês, Xi Jinping, proferiu um discurso no dia 18 na celebração dos 70 anos do Conselho Chinês de Promoção do Comércio Internacional e da Cúpula de Promoção de Comércio e Investimento Global. Na ocasião, o líder chinês defendeu o diálogo em vez do confronto, remoção de barreiras em vez de construção de paredes, integração em vez de desconexão e inclusão em vez de exclusão, além de orientar a reforma do sistema da governança global com uma ideologia de justiça e imparcialidade.

A observação do presidente chinês chamou atenção de muitas pessoas, levando em consideração a complexidade severa em que se encontra economia mundial. Segundo os dados revelados recentemente pelo FMI, a previsão do crescimento econômico global foi reajustada para 3,6%, uma queda de 0,8% se comparada com a previsão anterior.

Perante os desafios diversificados, como a economia pode se livrar desta crise? A solução está no discurso do líder chinês, onde enfatizou inclusão em vez de exclusão.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Nos últimos anos, a globalização econômica vem nadando contra a corrente. Algumas pessoas dos EUA e do Ocidente incitaram a desconexão com a China. O governo norte-americano do presente mandato manteve as sobretaxas contra os produtos chineses e agravou a contenção contra as empresas chinesas, a fim de defender sua hegemonia econômica e tecnológica.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Na verdade, esta desconexão não foi bem vinda. Em 2011, o comércio entre a China e os EUA cresceu 30% comparado ao ano anterior, alcançando US$ 755,6 bilhões, batendo um recorde histórico. Nos primeiros quatro meses deste ano, o investimento norte-americano na China aumentou 53,2% em relação ao mesmo período do ano passado. A Câmara do Comércio dos EUA na China publicou um livro branco recentemente, no qual manifestou oposição à desconexão entre os dois países.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Tudo isso mostra que a cooperação de benefícios recíprocos é uma tendência irresistível do tempo, e a revitalização do comércio e investimento é um importante motor para a recuperação econômica global, o que foi mencionado pelo líder chinês no discurso do dia 18.

Sendo a segunda maior economia do mundo e o maior país comercial, a China tem promovido ativamente a globalização econômica. O presidente chinês reiterou que a China não mudará sua determinação de ampliar sua abertura a um nível mais alto, e que o país continuará promovendo um ambiente de negócio orientado para o mercado, legalizado e internacionalizado, implementando a Parceria Econômica Abrangente Regional e construindo a iniciativa Cinturão e Rota com alta qualidade.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Nesta era de globalização irresistível, desconexão significa perda de oportunidades. Quem abraçar a tendência da era ganhará o futuro.

Tradução: Xia Ren
Revisão: Erasto Santos Cruz

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email