Integração total dos ônibus será implantada em Maceió em 11 de fevereiro

De acordo com o superintendente Municipal de Transporte e Trânsito de Maceió, Antônio Moura, com a integração total, os passageiros poderão, dentro de um intervalo de 1h30, sair de qualquer lugar da cidade e chegar a outro ponto - utilizando mais de um ônibus -pagando apenas uma passagem; atualmente, esse sistema funciona de forma parcial na capital alagoana, somente entre os coletivos da mesma empresa

De acordo com o superintendente Municipal de Transporte e Trânsito de Maceió, Antônio Moura, com a integração total, os passageiros poderão, dentro de um intervalo de 1h30, sair de qualquer lugar da cidade e chegar a outro ponto - utilizando mais de um ônibus -pagando apenas uma passagem; atualmente, esse sistema funciona de forma parcial na capital alagoana, somente entre os coletivos da mesma empresa
De acordo com o superintendente Municipal de Transporte e Trânsito de Maceió, Antônio Moura, com a integração total, os passageiros poderão, dentro de um intervalo de 1h30, sair de qualquer lugar da cidade e chegar a outro ponto - utilizando mais de um ônibus -pagando apenas uma passagem; atualmente, esse sistema funciona de forma parcial na capital alagoana, somente entre os coletivos da mesma empresa (Foto: Charles Nisz)

Gazeta Web - Em meio às discussões sobre reajuste do valor da passagem de ônibus, a Prefeitura de Maceió tem cobrado das empresas o cumprimento dos pontos que constam no edital de licitação do transporte público, da qual participaram. Um dos pontos será colocado em prática no próximo dia 11 de fevereiro, quando passa a funcionar a integração total do sistema de coletivos. 

De acordo com o superintendente Municipal de Transporte e Trânsito, Antônio Moura (foto), com a integração total, os passageiros poderão, dentro de um intervalo de 1h30, sair de qualquer lugar da cidade e chegar a outro ponto - utilizando mais de um ônibus -pagando apenas uma passagem. Atualmente, esse sistema funciona de forma parcial, somente entre os coletivos da mesma empresa. 

"A partir do dia 11, a população já vai poder usufruir da integração total, que é um dos pontos previstos no edital da licitação", afirma Moura, ressaltando que o município tem cobrado das empresas também a renovação da frota - que deve ter menos de dez anos de uso. 

Segundo ele, até o momento, 20% da frota de Maceió - que conta com cerca de 670 ônibus - já foi renovada. Mas a expectativa é que até o final de 2018 esse percentual chegue a 100%. "Estamos cobrando a renovação da frota e queremos que os empresários acelerem esse processo", pontua. 

Sobre o valor da passagem, o superintendente da SMTT destaca que as discussões estão acontecendo para que se possa chegar a um valor que seja justo para todas as partes, inclusive para a população, que, segundo ele, é o principal interesse do município. 

"Os números apresentados pelas empresas sobre perda de passageiros são verdadeiros, porém, não concordamos que todos os problemas são culpa do município, como muitos alegam, por causa da falta de fiscalização. Eles também precisam fazer a parte deles, como otimizar a linhas, melhorar o serviço oferecido, e fazer com que a população espere menos nos pontos de ônibus", afirmou. 

A expectativa é que, na próxima quarta-feira (7), uma reunião extraordinária do Conselho de Trânsito deve ser convocada para que o novo valor da passagem a ser levado para aprovação do prefeito Rui Palmeira seja definido.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247