Interior de Minas avança no racionamento de água

O racionamento de água se alastra no interior mineiro e fecha torneiras em pelo menos 75 municípios, enquanto os moradores da Região Metropolitana de Belo Horizonte ficam esperançosos com chegada das chuvas mais a inauguração de uma nova captação no Rio Paraopeba; a Agência Reguladora dos Serviços de Abastecimento de Água e Esgotamento Sanitário de Minas Gerais (Arsae/MG) já recebeu planos de restrição de fornecimento de 11 municípios; outros 45 estão elaborando seus documentos, a maioria abastecida pela Copasa

O racionamento de água se alastra no interior mineiro e fecha torneiras em pelo menos 75 municípios, enquanto os moradores da Região Metropolitana de Belo Horizonte ficam esperançosos com chegada das chuvas mais a inauguração de uma nova captação no Rio Paraopeba; a Agência Reguladora dos Serviços de Abastecimento de Água e Esgotamento Sanitário de Minas Gerais (Arsae/MG) já recebeu planos de restrição de fornecimento de 11 municípios; outros 45 estão elaborando seus documentos, a maioria abastecida pela Copasa
O racionamento de água se alastra no interior mineiro e fecha torneiras em pelo menos 75 municípios, enquanto os moradores da Região Metropolitana de Belo Horizonte ficam esperançosos com chegada das chuvas mais a inauguração de uma nova captação no Rio Paraopeba; a Agência Reguladora dos Serviços de Abastecimento de Água e Esgotamento Sanitário de Minas Gerais (Arsae/MG) já recebeu planos de restrição de fornecimento de 11 municípios; outros 45 estão elaborando seus documentos, a maioria abastecida pela Copasa (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Minas 247 - O racionamento de água avança pelo interior de Minas Gerais e fecha torneiras em pelo menos 75 cidades mineiras, enquanto os moradores da Região Metropolitana de Belo Horizonte ficam esperançosos com chegada das chuvas mais a inauguração de uma nova captação no Rio Paraopeba, em Brumadinho.

A Agência Reguladora dos Serviços de Abastecimento de Água e Esgotamento Sanitário de Minas Gerais (Arsae/MG) já recebeu planos de restrição de fornecimento de 11 municípios. Outros 45 estão elaborando seus documentos, a maioria abastecida pela Copasa.

Pelo menos outros 19 que têm serviços autônomos de água, não submetidos à regulação da Arsae, também já colocam em prática medidas de racionamento. Em todo o estado, 117 cidades decretaram situação de emergência por conta da seca. As informações são do Estado de Minas.

O diretor da Arsae, Hubert Bran, reforçou que "a situação está crítica". "A falta de chuva está fazendo com que haja restrição no acesso à água. Nosso principal objetivo com a fiscalização é saber se o que foi previsto está sendo cumprido. A esperança é de que a estação chuvosa amenize o problema, para evitar um quadro pior no ano que vem", afirmou.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247