Investigações sobre corrupção da Odebrecht são fatiadas em SP

Denúncias que apuram casos de corrupção envolvendo administrações do PSDB em São Paulo e que envolvem contratos da Petrobras e da construção do metrô da capital paulista junto a empreiteira Odebrecht foram fatiadas em três esferas diferentes; inquéritos, ao contrário dos que tramitam em Curitiba e que estão sob responsabilidade do Ministério Público Federal (MPF), foram divididos entre o MPF, Ministério Público Estadual e Procuradoria-Geral da República (PGR)

Denúncias que apuram casos de corrupção envolvendo administrações do PSDB em São Paulo e que envolvem contratos da Petrobras e da construção do metrô da capital paulista junto a empreiteira Odebrecht foram fatiadas em três esferas diferentes; inquéritos, ao contrário dos que tramitam em Curitiba e que estão sob responsabilidade do Ministério Público Federal (MPF), foram divididos entre o MPF, Ministério Público Estadual e Procuradoria-Geral da República (PGR)
Denúncias que apuram casos de corrupção envolvendo administrações do PSDB em São Paulo e que envolvem contratos da Petrobras e da construção do metrô da capital paulista junto a empreiteira Odebrecht foram fatiadas em três esferas diferentes; inquéritos, ao contrário dos que tramitam em Curitiba e que estão sob responsabilidade do Ministério Público Federal (MPF), foram divididos entre o MPF, Ministério Público Estadual e Procuradoria-Geral da República (PGR) (Foto: Paulo Emílio)

São Paulo 247 - As denúncias que apuram casos de corrupção envolvendo administrações do PSDB em São Paulo e que envolvem contratos da Petrobras e da construção do metrô da capital paulista junto a empreiteira Odebrecht foram fatiadas em três esferas diferentes.

Os inquéritos, ao contrário dos que tramitam em Curitiba e que estão sob responsabilidade do Ministério Público Federal (MPF), foram divididos entre o MPF, Ministério Público Estadual e Procuradoria-Geral da República (PGR).

Somente uma única investigação, que apura o pagamento de subornos a um suposto intermediário do Tribunal de Contas do Estado (TCE) nas obras da Linha 2-Verde do metrô, está sendo desenvolvida de forma conjunta pelo MPF e Ministério Público Estadual.

As investigações do MPE, que envolvem apenas a responsabilidade civil dos envolvidos, ainda não apontaram o envolvimento de políticos nos esquemas deletados pelos ex-executivos da Odebrecht.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247