Investigado na Lava Jato, Eunício diz que Raquel Dodge deverá ser dura, mas democrática

Investigado pela Lava Jato, o senador Eunício Oliveira (PMDB), presidente do Senado, afirmou hoje, após a posse da nova procuradora-geral da República, Raquel Dodge, ter "convicção de que ela será dura, mas será extremamente democrática". Eunício participou da solenidade ao lado de outros investigados, entre eles o próprio presidente Michel Temer e o presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia  

Investigado pela Lava Jato, o senador Eunício Oliveira (PMDB), presidente do Senado, afirmou hoje, após a posse da nova procuradora-geral da República, Raquel Dodge, ter "convicção de que ela será dura, mas será extremamente democrática". Eunício participou da solenidade ao lado de outros investigados, entre eles o próprio presidente Michel Temer e o presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia
 
Investigado pela Lava Jato, o senador Eunício Oliveira (PMDB), presidente do Senado, afirmou hoje, após a posse da nova procuradora-geral da República, Raquel Dodge, ter "convicção de que ela será dura, mas será extremamente democrática". Eunício participou da solenidade ao lado de outros investigados, entre eles o próprio presidente Michel Temer e o presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia   (Foto: Fatima 247)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Ceará 247 - A nova procuradora-geral da República, Raquel Dodge, tomou posse nesta manhã, ao lado de três investigados, Entre eles o presidente do Senado Federal, Eunício Oliveira (PMDB-CE), além do próprio presidente Michel Temer e do presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia. Rodrigo Maia (DEM-RJ) e Eunício Oliveira (PMDB-CE), foram acusados de receber propinas da Odebrecht. Eunício era chamado de "Índio" e Maia de "Botafogo" nas planilhas da empreiteira.

Eunício disse na ocasião ter "convicção de que ela será dura, mas será extremamente democrática. Vamos viver um novo momento no Brasil e espero que esse momento seja de harmonia para a economia que começa a voltar a crescer". O presidente do Senado destacou ainda o discurso de Raquel sobre a importância de defender a harmonia entre os Três Poderes.

Em seu discurso de posse Raquel Dodge disse que o Ministério Público deve trabalhar para todos igualmente. "O Ministério Público deve promover justiça e promover democracia, zelar pelo bem comum e pelo meio ambiente, assegurar voz a quem não a tem e garantir que ninguém esteja acima e ninguém esteja abaixo da lei", afirmou.

 

 

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247