Irajá é acusado de pagar despesas do PSD com verba parlamentar

Reportagem do Bom Dia Brasil desta quarta-feira, 23, mostrou casos de deputados federais que utilizam dinheiro destinar a custear o exercício exclusivo da atividade parlamentar para outras finalidades não permitidas pela legislação; do Tocantins, o deputado federal Irajá Abreu (PSD) foi acusado de ter utilizado a verba indenizatória para pagar despesas do diretório estadual do PSD, partido que ele preside no estado; "A gente identificou na sua prestação de contas o pagamento de R$ 50.523 para o diretório estadual em Palmas", afirmou ao deputado o repórter Chico Regueira; Irajá negou que utilize dinheiro destinado ao seu mandato para pagar despesas do PSD; "São estruturas distintas e cada uma paga a sua parte"

Reportagem do Bom Dia Brasil desta quarta-feira, 23, mostrou casos de deputados federais que utilizam dinheiro destinar a custear o exercício exclusivo da atividade parlamentar para outras finalidades não permitidas pela legislação; do Tocantins, o deputado federal Irajá Abreu (PSD) foi acusado de ter utilizado a verba indenizatória para pagar despesas do diretório estadual do PSD, partido que ele preside no estado; "A gente identificou na sua prestação de contas o pagamento de R$ 50.523 para o diretório estadual em Palmas", afirmou ao deputado o repórter Chico Regueira; Irajá negou que utilize dinheiro destinado ao seu mandato para pagar despesas do PSD; "São estruturas distintas e cada uma paga a sua parte"
Reportagem do Bom Dia Brasil desta quarta-feira, 23, mostrou casos de deputados federais que utilizam dinheiro destinar a custear o exercício exclusivo da atividade parlamentar para outras finalidades não permitidas pela legislação; do Tocantins, o deputado federal Irajá Abreu (PSD) foi acusado de ter utilizado a verba indenizatória para pagar despesas do diretório estadual do PSD, partido que ele preside no estado; "A gente identificou na sua prestação de contas o pagamento de R$ 50.523 para o diretório estadual em Palmas", afirmou ao deputado o repórter Chico Regueira; Irajá negou que utilize dinheiro destinado ao seu mandato para pagar despesas do PSD; "São estruturas distintas e cada uma paga a sua parte" (Foto: Aquiles Lins)

Tocantins 247 - Reportagem do Bom Dia Brasil, da TV Globo, desta quarta-feira, 23, mostrou casos de deputados federais que utilizam dinheiro destinar a custear o exercício exclusivo da atividade parlamentar para outras finalidades não permitidas pela legislação. 

Do Tocantins, o deputado federal Irajá Abreu (PSD) foi acusado de ter utilizado a verba indenizatória para pagar despesas do diretório estadual do PSD, partido que ele preside no estado. "A gente identificou na sua prestação de contas o pagamento de R$ 50.523 para o diretório estadual em Palmas", afirmou ao deputado o repórter Chico Regueira. 

Irajá negou que utilize dinheiro destinado ao seu mandato para pagar despesas do PSD. "São estruturas distintas e cada uma paga a sua parte", afirmou. O repórter voltou a questionar Irajá. "O que consta em sua prestação de contas é o aluguel do imóvel é pago mandato do senhor", reiterou o jornalista.  

Outros deputados também foram abordados pela equipe da Globo, apontando irregularidades no uso da verba indenizatória. Entre eles o deputado Wladimir Costa (SD-PA), o deputado que tatuou o nome de Michel Temer no ombro. Ele foi apontado como tendo utilizado o recurso parlamentar para pagar aluguel de seu suposto gabinete parlamentar em Belém, quando na verdade no local funciona uma associação de mototaxistas.

Assista à reportagem:

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247