Ivaldo: 'gestão passada deixou dívida do lixo'

O vereador Ivaldo José (PSD), que integra a bancada governista na Câmara, reitera o discurso do prefeito João Alves Filho (DEM) de que a gestão anterior deixou dívidas com a empresa Torre, responsável pela coleta de lixo em Aracaju; mas ele reconhece que “o acúmulo dessa dívida foi crescendo” na atual administração; “Realmente tem dívida da gestão passada. Estávamos na Câmara e a Torre chegou a falar dessa dívida. Mas já um acúmulo da atual gestão que foi crescendo”, disse; ele informa que o prefeito renegociou o débito, mas que “devido a uma escassez de recursos e de dificuldades financeiras”, esse acordo não foi cumprido

O vereador Ivaldo José (PSD), que integra a bancada governista na Câmara, reitera o discurso do prefeito João Alves Filho (DEM) de que a gestão anterior deixou dívidas com a empresa Torre, responsável pela coleta de lixo em Aracaju; mas ele reconhece que “o acúmulo dessa dívida foi crescendo” na atual administração; “Realmente tem dívida da gestão passada. Estávamos na Câmara e a Torre chegou a falar dessa dívida. Mas já um acúmulo da atual gestão que foi crescendo”, disse; ele informa que o prefeito renegociou o débito, mas que “devido a uma escassez de recursos e de dificuldades financeiras”, esse acordo não foi cumprido
O vereador Ivaldo José (PSD), que integra a bancada governista na Câmara, reitera o discurso do prefeito João Alves Filho (DEM) de que a gestão anterior deixou dívidas com a empresa Torre, responsável pela coleta de lixo em Aracaju; mas ele reconhece que “o acúmulo dessa dívida foi crescendo” na atual administração; “Realmente tem dívida da gestão passada. Estávamos na Câmara e a Torre chegou a falar dessa dívida. Mas já um acúmulo da atual gestão que foi crescendo”, disse; ele informa que o prefeito renegociou o débito, mas que “devido a uma escassez de recursos e de dificuldades financeiras”, esse acordo não foi cumprido (Foto: Valter Lima)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Valter Lima, do Sergipe 247 - O vereador Ivaldo José (PSD), que integra a bancada governista na Câmara, reitera o discurso do prefeito João Alves Filho (DEM) de que a gestão anterior deixou dívidas com a empresa Torre, responsável pela coleta de lixo em Aracaju. Mas ele reconhece que “o acúmulo dessa dívida foi crescendo” na atual administração.

“Realmente tem dívida da gestão passada. Estávamos na Câmara e a Torre chegou a falar dessa dívida. Mas já um acúmulo da atual gestão que foi crescendo”, disse. Ele informa que o prefeito renegociou o débito, mas que “devido a uma escassez de recursos e de dificuldades financeiras”, esse acordo não foi cumprido.

Ivaldo defende um entendimento entre a prefeitura e empresa para que a população não seja prejudicada. “É preciso ter inteligência em tempo de crises. Defendo uma renegociação, para que a população não sofra. A dificuldade existe sim. Não está fácil para nenhum gestor. Por isso, aprovamos o projeto que autoriza a venda de terrenos. É uma alternativa para lidar com este momento difícil”, reiterou.

Na semana passada, a Câmara aprovou a venda de 45 lotes no bairro Coroa do Meio de propriedade da prefeitura de Aracaju. De acordo com o prefeito, o dinheiro que ele espera arrecadar com a comercialização será suficiente para pagar a dívida junto à empresa Torre e abrir uma folga no orçamento do município para realinhamento do calendário de pagamento dos salários dos servidores.  

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email