JAC dobra investimento e fará caminhões na Bahia

Montadora chinesa fará na Bahia as versões hatch e sedã da próxima geração do J3, automóvel que terá preços a partir de R$ 34 mil; "Vamos definir nos próximos meses se iniciamos as operações com os automóveis ou o caminhão, mas o prazo entre um e outro será curto", afirma o empresário brasileiro Sérgio Habib, que tem 66% das ações da JAC Motors Brasil

JAC dobra investimento e fará caminhões na Bahia
JAC dobra investimento e fará caminhões na Bahia (Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Bahia 247

Com previsão inicial de investimentos da ordem de R$ 90 milhões para instalação de uma fábrica na Bahia, a JAC Motors Brasil surpreendeu e, um mês e meio depois, anunciou nesta terça-feira (8) que vai aplicar mais R$ 100 milhões e aumentar em 10% capacidade de produção na unidade que está sendo construída em Camaçari. Inicialmente a estimativa era a de produzir 100 mil automóveis por ano.

O primeiro caminhão a ser feito na unidade baiana é o T140, da categoria dos chamados Veículo Urbano de Carga (VUC), com capacidade de carga de 1,5 a 3,5 toneladas. O modelo começou a ser importado da China no fim do ano passado e, a partir de 2014, quando a fábrica iniciar operações, passará a ser nacional.

"Estudamos, futuramente, produzir também caminhões com 6 a 8 toneladas de capacidade de carga", informa o empresário brasileiro Sérgio Habib, em matéria publicada no Estadão. Ele é o presidente do grupo SHC, que tem 66% das ações da JAC Motors Brasil, em parceria com a montadora chinesa, detentora das demais ações.

Segundo Habib, o mercado de VUCs - veículos de carga que podem rodar em centros metropolitanos com restrições para caminhões de maior porte - deve crescer nos próximos anos, diante da necessidade demonstrada por várias cidades de adotar a restrição.

A JAC fará na Bahia as versões hatch e sedã da próxima geração do J3, automóvel que terá preços a partir de R$ 34 mil. "Vamos definir nos próximos meses se iniciamos as operações com os automóveis ou o caminhão, mas o prazo entre um e outro será curto." Por enquanto, está mantida a previsão de criação de 3,5 mil empregos na fábrica da Bahia.

Veja aqui a matéria completa do Estadão.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email