Jô Moraes é eleita presidente de comissão na Câmara dos Deputados

A parlamentar pelo PCdoB está em seu terceiro mandato na casa e presidiu uma Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) sobre violência contra a mulher; em seu mandato na comissão, afirmou que dará prioridade de  trabalho às questões de política exterior do país; “atuaremos em conjunto com o Senado para fortalecermos a Inteligência de Estado, uma Inteligência dotada das condições necessárias para a proteção das nossas riquezas naturais e econômicas, bem como dos nossos conhecimentos sensíveis”

A parlamentar pelo PCdoB está em seu terceiro mandato na casa e presidiu uma Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) sobre violência contra a mulher; em seu mandato na comissão, afirmou que dará prioridade de  trabalho às questões de política exterior do país; “atuaremos em conjunto com o Senado para fortalecermos a Inteligência de Estado, uma Inteligência dotada das condições necessárias para a proteção das nossas riquezas naturais e econômicas, bem como dos nossos conhecimentos sensíveis”
A parlamentar pelo PCdoB está em seu terceiro mandato na casa e presidiu uma Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) sobre violência contra a mulher; em seu mandato na comissão, afirmou que dará prioridade de  trabalho às questões de política exterior do país; “atuaremos em conjunto com o Senado para fortalecermos a Inteligência de Estado, uma Inteligência dotada das condições necessárias para a proteção das nossas riquezas naturais e econômicas, bem como dos nossos conhecimentos sensíveis” (Foto: Luis Mauro Queiroz)

Minas 247 - A deputada federal Jô Moraes (PCdoB) foi eleita presidente da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CREDN) da Câmara dos Deputados. “A CREDN trata de questões de Estado e é integrada por uma diversidade de opiniões que têm de ser levadas em consideração sobre o que se passa no mundo e o papel do Brasil”, disse a parlamentar. 

Aos 68 anos, Jô está em seu terceiro mandato na casa e já foi líder de seu partido na casa. Sobre seu mandato, afirmou que sua gestão será marcada pelo diálogo e pela execução de um plano de trabalho que contemple as prioridades da política externa. “O Brasil tem consolidada sua política de paz e de oposição à disseminação dos conflitos e precisamos fortalecer esta agenda. Além disso, vamos trabalhar para que as nossas relações políticas e comerciais sejam ampliadas com foco no desenvolvimento do país”, afirmou a deputada. 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247