João anuncia medidas para a Saúde. Terão efeito?

Prefeito João Alves Filho (DEM) e seu secretário da Saúde, Luciano Paz, anunciaram, nesta segunda (1º) um pacote de medidas, que tem como objetivo melhorar o caótico serviço dos postos de saúde e das Unidades de Pronto-Atendimento (UPAs) de Aracaju; entre as ações estão a ampliação da carga horária em seis unidades básicas da saúde, a criação de três novas unidades, nós bairros Santa Maria, Suissa e Ponto Novo, além da implantação do ponto eletrônico, inicialmente, nas UPAs Nestor Piva (Zona Norte) e Fernando Franco (Zona Sul); João autorizou ainda a aquisição de 28 novos veículos e de novos equipamentos de informática para as unidades de saúde

Prefeito João Alves Filho (DEM) e seu secretário da Saúde, Luciano Paz, anunciaram, nesta segunda (1º) um pacote de medidas, que tem como objetivo melhorar o caótico serviço dos postos de saúde e das Unidades de Pronto-Atendimento (UPAs) de Aracaju; entre as ações estão a ampliação da carga horária em seis unidades básicas da saúde, a criação de três novas unidades, nós bairros Santa Maria, Suissa e Ponto Novo, além da implantação do ponto eletrônico, inicialmente, nas UPAs Nestor Piva (Zona Norte) e Fernando Franco (Zona Sul); João autorizou ainda a aquisição de 28 novos veículos e de novos equipamentos de informática para as unidades de saúde
Prefeito João Alves Filho (DEM) e seu secretário da Saúde, Luciano Paz, anunciaram, nesta segunda (1º) um pacote de medidas, que tem como objetivo melhorar o caótico serviço dos postos de saúde e das Unidades de Pronto-Atendimento (UPAs) de Aracaju; entre as ações estão a ampliação da carga horária em seis unidades básicas da saúde, a criação de três novas unidades, nós bairros Santa Maria, Suissa e Ponto Novo, além da implantação do ponto eletrônico, inicialmente, nas UPAs Nestor Piva (Zona Norte) e Fernando Franco (Zona Sul); João autorizou ainda a aquisição de 28 novos veículos e de novos equipamentos de informática para as unidades de saúde (Foto: Valter Lima)

Sergipe 247- O prefeito João Alves Filho (DEM) e seu secretário da Saúde, Luciano Paz, anunciaram, nesta segunda-feira (1º) um pacote de medidas, que tem como objetivo melhorar o caótico serviço dos postos de saúde e das Unidades de Pronto-Atendimento (UPAs) de Aracaju.

Um ano e seis meses após assumir o cargo de prefeito e após quatro mudanças no comando da pasta da Saúde, João tenta melhorar o serviço, para assim também tentar alcançar índices mais satisfatórios de aprovação popular da sua gestão. 

Entre as medidas anunciadas estão a ampliação da carga horária em seis unidades básicas da saúde, a criação de três novas unidades, nós bairros Santa Maria, Suissa e Ponto Novo, além da implantação do ponto eletrônico, inicialmente, nas UPAs Nestor Piva (Zona Norte) e Fernando Franco (Zona Sul).

O prefeito João Alves Filho autorizou ainda a aquisição de 28 novos veículos e de novos equipamentos de informática para as unidades de saúde. Segundo o prefeito, "as medidas na saúde refletem a preocupação com as famílias aracajuanas".

Embora positivas, uma vez que são as primeiras medidas que João toma efetivamente para a Saúde desde que está no cargo de prefeito, os anúncios desta segunda ainda são insuficientes, uma vez que um dos problemas de maior reclamação da comunidade não foi tratado, que é a realização de exames. A fila de espera é imensa na rede municipal.

O prefeito também não tratou, em nenhum momento, sobre contratação de mais profissionais ou realização de concurso público. Ou seja, ele elevou o horário de funcionamento de algumas unidades de saúde, mas não contratou mais profissionais. O que mudará? Também não se falou sobre compra de medicamentos, outra questão que é urgente. 

Há de se reconhecer a disposição do atual secretário em lidar com os problemas e minimizá-los, mas a redução do caos passa por mais investimentos e uma nova política de gerenciamento de toda a rede. João prometeu fazer isso, ainda em campanha, em 2012, e disse, reiteradas vezes, que o problema na Saúde era de gestão e não de falta de recursos, o que ele não conseguiu provar desde que passou a responder pela prefeitura.

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247