João Daniel: ‘Quem vai vencer é a democracia’

“Não é a presidenta Dilma que vai vencer. Quem vai vencer é a democracia, a luta contra o ódio, a luta contra a intolerância e a luta e a certeza de que as pessoas podem dormir e acordar sonhando com o seu filho indo para a escola, para as universidades”, disse o deputado João Daniel (PT), em discurso na Câmara Federal

“Não é a presidenta Dilma que vai vencer. Quem vai vencer é a democracia, a luta contra o ódio, a luta contra a intolerância e a luta e a certeza de que as pessoas podem dormir e acordar sonhando com o seu filho indo para a escola, para as universidades”, disse o deputado João Daniel (PT), em discurso na Câmara Federal
“Não é a presidenta Dilma que vai vencer. Quem vai vencer é a democracia, a luta contra o ódio, a luta contra a intolerância e a luta e a certeza de que as pessoas podem dormir e acordar sonhando com o seu filho indo para a escola, para as universidades”, disse o deputado João Daniel (PT), em discurso na Câmara Federal (Foto: Rodrigo Rocha)

247 - O deputado federal João Daniel (PT/SE) reafirmou ter certeza que no próximo domingo a democracia e o respeito à Constituição federal e o direito da presidenta concluir seu mandato sairão vencedores. Em discurso na tribuna da Câmara nesta sexta-feira (15), o parlamentar disse que o país vive um tempo decisivo de definir se continua caminhando para o avanço ou se dá um passo para o retrocesso.

Segundo ele, os avanços conquistados no Brasil nos últimos 13 anos abriram inúmeras possibilidades, como filhos de pessoas pobres poderem concluir uma faculdade em medicina, em engenharia, em odontologia, em geografia, em mecânica. “São as mulheres quilombolas, as mulheres indígenas, pessoas da periferia que tiveram a oportunidade nos governos democráticos populares. Não foi só a oportunidade do direito a comida, que não é nada para os que nunca passaram fome. Os 40 milhões que deixaram de passar fome passaram a sonhar e o sonho passou a ser realidade”, destacou.

 Para o deputado João Daniel, essas conquistas é que estão em jogo, não é a apenas saída da presidenta Dilma. “Eles [os que perderam as últimas eleições] têm muita raiva. Mas a grande raiva é porque o povo passou a sonhar, a ter gosto de viver, passou a ter sua terra, sua casa, a ter dignidade. E um povo quando sonha é um povo que começa a construir uma Nação”, disse.

Por isso, acrescentou, é importante que a democracia seja respeitada. “Não é a presidenta Dilma que vai vencer. Quem vai vencer é a democracia, a luta contra o ódio, a luta contra a intolerância e a luta e a certeza de que as pessoas podem dormir e acordar sonhando com o seu filho indo para a escola, para as universidades. Queremos um país mais justo e confiamos que esse plenário dará a vitória e as ruas até domingo dirão que o povo brasileiro não está dormindo, mas na luta pela defesa da democracia, da Constituição Federal e pelo direito legítimo de a nossa presidenta Dilma governar até 2018”, afirmou.

(Com informações do Jornal da Cidade)

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247