João Leão: Rui não precisará de intermediários para tratar com Bolsonaro

O vice-governador reeleito na Bahia, João Leão (PP), afirmou que não irá intermediar negociações entre o governo baiano e o futuro governo federal para atrair recursos porque isso caberá ao governador Rui Costa (PT); “O governador Rui Costa não precisa de intermediário para tratar com o Governo Federal. Ele vai tratar disso institucionalmente"; Leão revelou ainda ainda não saber se o PP vai integrar a base do presidente eleito Jair  Bolsonaro nacionalmente

João Leão: Rui não precisará de intermediários para tratar com Bolsonaro
João Leão: Rui não precisará de intermediários para tratar com Bolsonaro

Bahia 247 – Embora algumas fontes informem que o vice-governador reeleito da Bahia, João Leão (PP), será o intermediário das negociações entre o gestor do Executivo baiano com o futuro governo federal para atrair recursos ao Estado, o que já acontece atualmente, Leão rechaça essa possibilidade. “O governador Rui Costa não precisa de intermediário para tratar com o Governo Federal. Ele vai tratar disso institucionalmente. Obviamente que se fosse o Haddad seria diferente. Mas, com o Bolsonaro, ele vai tratar disso institucionalmente".

O governador Rui Costa (PT) foi um grande defensor da candidatura de Fernando Haddad (PT) contra Jair Bolsonaro (PSL), que se sagrou vencedor da corrida presidencial. "Ninguém sabe de que maneira o Bolsonaro vai agir e nem vai atuar. Ninguém tem ideia. Se você me disser alguma coisa no programa de governo que ele tem para a Bahia... Pelo menos eu não tenho conhecimento de nada. Nós temos uma série de obras. Ele diz que vai concluir a Fiol. Ótimo. O que ele precisar do Governo do Estado tenho certeza que o governador Rui Costa vai ajudar", ressaltou Leão, de acordo com reportagem da Tribuna da Bahia.

João Leão disse ainda não saber se o PP vai integrar a base de Bolsonaro nacionalmente. "O Bolsonaro fazia parte da nossa bancada. Ele levou aí 20 anos na nossa bancada. Então, não posso dizer se nós faremos parte ou não. Mas poderemos ser oposição ao governo de Bolsonaro ou darmos um apoio crítico e vamos apoiá-lo naquilo que o partido vê que é bom para o Brasil”.

 

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247