José Eliton apoia mudanças no Ensino Médio

O governador em exercício, José Eliton, participou na quinta-feira, no Palácio do Planalto, de solenidade de lançamento do novo ensino médio; ao anunciar a edição de medida provisória que promove ampla reforma dessa etapa da educação básica, o presidente da República, Michel Temer, afirmou que não haverá, no seu governo, redução de verbas para a educação; Eliton afirmou que trata-se de decisão importante do presidente, que acolhe todas as discussões que vinham sendo realizadas nos últimos anos pelos educadores em todo o País

O governador em exercício, José Eliton, participou na quinta-feira, no Palácio do Planalto, de solenidade de lançamento do novo ensino médio; ao anunciar a edição de medida provisória que promove ampla reforma dessa etapa da educação básica, o presidente da República, Michel Temer, afirmou que não haverá, no seu governo, redução de verbas para a educação; Eliton afirmou que trata-se de decisão importante do presidente, que acolhe todas as discussões que vinham sendo realizadas nos últimos anos pelos educadores em todo o País
O governador em exercício, José Eliton, participou na quinta-feira, no Palácio do Planalto, de solenidade de lançamento do novo ensino médio; ao anunciar a edição de medida provisória que promove ampla reforma dessa etapa da educação básica, o presidente da República, Michel Temer, afirmou que não haverá, no seu governo, redução de verbas para a educação; Eliton afirmou que trata-se de decisão importante do presidente, que acolhe todas as discussões que vinham sendo realizadas nos últimos anos pelos educadores em todo o País (Foto: José Barbacena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Goiás 247 - O governador em exercício, José Eliton, participou na quinta-feira (22), no Palácio do Planalto, de solenidade de lançamento do novo ensino médio. Ao anunciar a edição de medida provisória que promove ampla reforma dessa etapa da educação básica, o presidente da República, Michel Temer, afirmou que não haverá, no seu governo, redução de verbas para a educação. Segundo ele, o governo federal buscará o equilíbrio entre a responsabilidade fiscal e social. “Estou certo de que com estas medidas, os técnicos que se dedicaram a prepará-las estão construindo as bases para um crescimento sustentável do Brasil”, disse.

De acordo com o governador em exercício José Eliton, trata-se de uma decisão importante do presidente, que acolhe todas as discussões que vinham sendo realizadas nos últimos anos pelos educadores em todo o país. “Ganham a escola pública e toda a sociedade brasileira que terá seus jovens ocupados com os estudos e menos vulneráveis e suscetíveis às influências danosas que levam tantos para o mundo do crime”.

Goiás já adota importantes e boas experiências no ensino médio, a exemplo das escolas de tempo integral que somam 21 em todo o estado, mas é preciso um salto de qualidade para que os jovens aprendam e possam ao mesmo tempo trilhar novos caminhos segundo a vocação e o interesse profissional, destaca José Eliton. “O Estado já possui toda uma plataforma instalada e está pronto para implementar o novo ensino médio a partir de janeiro de 2017”, complementa.

O ministro da Educação, Mendonça Filho, destacou em seu pronunciamento que o presidente Michel Temer foi corajoso em editar a reforma por meio de medida provisória. “As crianças e os jovens brasileiros têm pressa, e a educação precisa avançar”, justificou. Conforme avalia, o ensino médio brasileiro está falido, estagnado desde 2011 e o desenvolvimento dos alunos hoje é menor que em 1997. Além disso há 1,7 milhão de jovens de 15 a 24 anos fora da escola e sem trabalho. Apenas 18% deles ingressam no ensino superior. “Só isso define, por si só, a relevância dessa medida provisória para iniciarmos imediatamente as mudanças, com ampliação da carga horária gradual, políticas de fomento a escolas de tempo integral e, ao mesmo tempo, flexibilizar o currículo”, afirmou Mendonça Filho.

Conforme ainda o ministro, o foco da reforma será o protagonismo dos jovens, com uma escola de ensino médio que dialogue com o estudante e possibilite a ele fazer e realizar um projeto de futuro, com opções para escolher diferentes trilhas e, ao mesmo tempo, facultando o ensino profissional. O ministro anunciou, também, que para fomentar a escola de tempo integral nos estados o governo federal investirá R$ 1,5 bilhão ao longo de dois anos. O objetivo é que o novo ensino médio comece a vigorar em todo o país já no próximo ano letivo.

Goiás alcançou o primeiro lugar no ranking nacional do Ideb do ensino médio em 2013 e se mantém entre as três melhores redes públicas do país. No Ensino Fundamental, o estado ocupa a primeira colocação em relação à primeira fase e a segunda colocação no que se refere à segunda etapa.

A secretária Raquel Teixeira disse que a proposta do governo responde a todas as demandas e carências do ensino médio da rede pública não só de Goiás mas de todos os estados. “O novo ensino médio flexibiliza, enxuga o currículo e permite que o estudante tenha opção profissional, e essas mudanças são urgentes”, acentuou. Conforme a secretária, o problema do ensino médio não está nos professores, nem nas secretarias de Educação, nem nas escolas. “O problema é a estrutura do ensino médio que engessa e não atrai o jovem”, esclareceu.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247