Juíza diz rezar pela vida de Sérgio Moro e que PT fraudou eleições

Presente na manifestação contra o governo federal, em Salvador, a desembargadora aposentada Luislinda Valois acusou o PT de fraudar as eleições presidenciais de 2014 e afirmou rezar para que o juiz federal Sérgio Moro não seja assassinado;  “Eu tenho certeza que nem todo mundo votou em Dilma. E como é que ela ganhou? É fraude. Eles sabem fazer tudo de errado. Eu tenho quase certeza disso. Só não posso provar. Mas não é possível que tenha sido desse jeito”, disse a magistrada, que foi candidata a deputada federal pelo PSDB

Presente na manifestação contra o governo federal, em Salvador, a desembargadora aposentada Luislinda Valois acusou o PT de fraudar as eleições presidenciais de 2014 e afirmou rezar para que o juiz federal Sérgio Moro não seja assassinado;  “Eu tenho certeza que nem todo mundo votou em Dilma. E como é que ela ganhou? É fraude. Eles sabem fazer tudo de errado. Eu tenho quase certeza disso. Só não posso provar. Mas não é possível que tenha sido desse jeito”, disse a magistrada, que foi candidata a deputada federal pelo PSDB
Presente na manifestação contra o governo federal, em Salvador, a desembargadora aposentada Luislinda Valois acusou o PT de fraudar as eleições presidenciais de 2014 e afirmou rezar para que o juiz federal Sérgio Moro não seja assassinado;  “Eu tenho certeza que nem todo mundo votou em Dilma. E como é que ela ganhou? É fraude. Eles sabem fazer tudo de errado. Eu tenho quase certeza disso. Só não posso provar. Mas não é possível que tenha sido desse jeito”, disse a magistrada, que foi candidata a deputada federal pelo PSDB (Foto: José Barbacena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Bahia 247 - Presente na manifestação contra o governo federal, na manhã deste domingo, em Salvador, a desembargadora aposentada Luislinda Valois acusou o PT de fraudar as eleições presidenciais de 2014.

“Eu tenho certeza que nem todo mundo votou em Dilma. E como é que ela ganhou? É fraude. Eles sabem fazer tudo de errado. Eu tenho quase certeza disso. Só não posso provar. Mas não é possível que tenha sido desse jeito”.

Ela ainda defendeu que "o PT tem que ir embora para que o Brasil retome seu crescimento” e criticou o fato de a democracia não valer para todos.

“Tem que investigar todo mundo que errar. Esse país só é democrático até certo ponto. Só se pune o preto pobre da periferia. E por que não o político que está com a mala na mão? Eu não chamo de corrupção. Eu chamo de roubo, ladrão”.

Questionada se apenas o PT estaria envolvido nos crimes de corrupção, a ex-candidata a deputada federal pelo PSDB disparou: “muitos estão, vamos apenas aguardar e rezar para que não matem Sergio Moro”.

(com Bahia Notícias)

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email