Justiça concede fiança a Pristorius após acusação de assassinato

Justiça sul-africana concedeu fiança ao medalhista paralímpico Oscar Pistorius após ele ser condenado pelo assassinato de sua namorada, Reeva Steenkamp, em 2013; na deciosão, juiz alegou que não há risco de fuga do atleta; Suprema Corte revisou sentença de 29 anos por homicídio culposo, para a qual recebeu uma sentença de cinco anos de prisão, para assassinato

Medalhista paralímpico Oscar Pistorius em tribunal em Pretória. 08/12/2015 REUTERS/Herman Verwey/Pool
Medalhista paralímpico Oscar Pistorius em tribunal em Pretória. 08/12/2015 REUTERS/Herman Verwey/Pool (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Reuters - Um tribunal sul-africano concedeu fiança nesta terça-feira ao medalhista paralímpico Oscar Pistorius após ele ser condenado pelo assassinato de sua namorada, Reeva Steenkamp, em 2013, à medida que o juiz disse que o atleta não apresentava risco de fuga.

A Suprema Corte revisou na semana passada a sentença do atleta de 29 anos de homicídio culposo, para a qual recebeu uma sentença de cinco anos de prisão, para assassinato, com pena mais pesada.

Conhecido por "Blade Runner" por conta das próteses de fibra de carbono que usava para correr, Pistorius agora enfrenta um mínimo de 15 anos de prisão pelo assassinato da namorada. Uma nova sentença será apresentada no futuro.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247