Justiça Eleitoral cassou 11 prefeitos em Minas

As cassações são decorrentes de irregularidades cometidas na eleição municipal 2012; um total de 67 dos 853 prefeitos eleitos no estado já foi denunciado à Justiça Eleitoral

As cassações são decorrentes de irregularidades cometidas na eleição municipal 2012; um total de 67 dos 853 prefeitos eleitos no estado já foi denunciado à Justiça Eleitoral
As cassações são decorrentes de irregularidades cometidas na eleição municipal 2012; um total de 67 dos 853 prefeitos eleitos no estado já foi denunciado à Justiça Eleitoral (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Minas 247 – Um total de 67 dos 853 prefeitos eleitos, em 2012, no estado já foi denunciado à Justiça Eleitoral mineira por terem cometido algum tipo de irregularidade, dos quais 10 já tiveram os seus mandatos cassados. Em quatro cidades ocorreram novas eleições e, nas outras seis, venceram os candidatos que ficaram em segundo lugar. Segundo a legislação, o segundo colocado é eleito apenas se o vencedor, cassado, não obter mais que 50% dos votos válidos. Este foi o caso das cidades Juvenília, Corinto, São Francisco, Senhora do Porto, Arcos e Paraisópolis.

Segundo informações do Estado de Minas, o município de Santana dos Cataguases irá se juntar à lista de prefeituras que tiveram os seus prefeitos eleitos em 2012 cassados. Neste mesmo dia, os eleitores da cidade terão que escolher prefeito e vice para comandar Executivo municipal. Além disso, quase 11 meses depois do pleito, ações e recursos contra 39 cidades mineira tramitam nas zonas eleitorais, no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) e no Superior Tribunal Eleitoral (STE).

Em oito dessas cidades pode ocorrer novas eleições. Outros seis municípios estão com processos pendentes. No TRE, 14 prefeitos esperam julgamento. Existem, ainda, mais 11 cidades nas quais há a possibilidade de o segundo colocar no pleito 2012 tomar posse. Quando está em jogo reversão de cassação, o TRE-MG tomou posições favoráveis a 17 gestores municipais eleitores, em primeira instância, nas zonas eleitorais.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email