Justiça manda blogueiro do MBL apagar vídeo contra Luciana Genro

Por decisão da juíza Karla Aveline de Oliveira, da Vara Cível do Foro Regional Tristeza, da capital gaúcha, o youtuber Arthur Moledo do Val, do canal Mamãe falei, ligado ao MBL, deve retirar da internet um vídeo gravado no início do ano, em Porto Alegre; Do Val saiu de São Paulo, onde mora, para Porto Alegre com o objetivo de acompanhar a cerimônia de posse dos 36 vereadores eleitos e do prefeito, Nelson Marchezan Jr. (PSDB); "Se o Psol é um partido sério, por que a senhora (Luciana Genro) não foi expulsa quando pegou dinheiro da Gerdau (doação de campanha declarada)?"

Por decisão da juíza Karla Aveline de Oliveira, da Vara Cível do Foro Regional Tristeza, da capital gaúcha, o youtuber Arthur Moledo do Val, do canal Mamãe falei, ligado ao MBL, deve retirar da internet um vídeo gravado no início do ano, em Porto Alegre; Do Val saiu de São Paulo, onde mora, para Porto Alegre com o objetivo de acompanhar a cerimônia de posse dos 36 vereadores eleitos e do prefeito, Nelson Marchezan Jr. (PSDB); "Se o Psol é um partido sério, por que a senhora (Luciana Genro) não foi expulsa quando pegou dinheiro da Gerdau (doação de campanha declarada)?"
Por decisão da juíza Karla Aveline de Oliveira, da Vara Cível do Foro Regional Tristeza, da capital gaúcha, o youtuber Arthur Moledo do Val, do canal Mamãe falei, ligado ao MBL, deve retirar da internet um vídeo gravado no início do ano, em Porto Alegre; Do Val saiu de São Paulo, onde mora, para Porto Alegre com o objetivo de acompanhar a cerimônia de posse dos 36 vereadores eleitos e do prefeito, Nelson Marchezan Jr. (PSDB); "Se o Psol é um partido sério, por que a senhora (Luciana Genro) não foi expulsa quando pegou dinheiro da Gerdau (doação de campanha declarada)?" (Foto: Leonardo Lucena)

Rio Grande do Sul 247 - Por decisão da juíza Karla Aveline de Oliveira, da Vara Cível do Foro Regional Tristeza, da capital gaúcha, o youtuber Arthur Moledo do Val, do canal Mamãe falei, ligado ao Movimento Brasil Livre (MBL), deve retirar da internet um vídeo gravado no início do ano, em Porto Alegre. Do Val deverá pagar uma multa de R$ 5 mil por dia, em caso de descumprimento da decisão.

Do Val saiu de São Paulo, onde mora, para Porto Alegre com o objetivo de acompanhar a cerimônia de posse dos 36 vereadores eleitos e do prefeito, Nelson Marchezan Jr. (PSDB). Na cerimônia, que aconteceu em 1º de janeiro de 2017, gravou vídeo em que aparece abordando a ex-candidata à presidência da República Luciana Genro (Psol), seu filho Fernando Genro Robaina, e o vereador Roberto Robaina (Psol), pai de Fernando e ex-marido de Luciana.

"Se o Psol é um partido sério, por que a senhora (Luciana Genro) não foi expulsa quando pegou dinheiro da Gerdau (doação de campanha declarada)? Seu filho (Fernando) está aqui, né? Por que não presta conta dos 30 000 reais por mês do DCE da PUC-RS? Você está com medo de responder à população?", questionou Do Val no vídeo.

"É a justiça sendo feita. Aquele rapaz (Arthur Do Val) é um irresponsável. Ele inventa histórias completamente descabidas. As redes sociais são muito propícias para a disseminação de fake news (notícas falsas)", afirmou Luciana Genro a Veja.

 

 

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247