Justiça tira tornozeleira de Cachoeira e libera viagens

A Justiça determinou na tarde de segunda-feira (20), que seja retirada a tornozeleira eletrônica do empresário Carlos Augusto de Almeida Ramos, o Carlinhos Cachoeira; decisão foi tomada após a defesa pedir liberação do equipamento para que ele pudesse fazer viagens a trabalho; Cachoeira cumpre pena em Goiânia no regime semiaberto por ter cometido fraudes na loteria carioca; Cachoeira está autorizado pelo Poder Judiciário a viajar exclusivamente a trabalho por até três dias para qualquer cidade, desde que ele informe

Justiça tira tornozeleira de Cachoeira e libera viagens
Justiça tira tornozeleira de Cachoeira e libera viagens (Foto: JOSE CRUZ / Agencia Brasil)

Goiás 247 - A Justiça determinou na tarde de segunda-feira (20), que seja retirada a tornozeleira eletrônica do empresário Carlos Augusto de Almeida Ramos, o Carlinhos Cachoeira. A decisão foi tomada após a defesa pedir liberação do equipamento para que ele pudesse fazer viagens a trabalho. Cachoeira cumpre pena em Goiânia no regime semiaberto por ter cometido fraudes na loteria carioca.

De acordo com a decisão, Cachoeira está autorizado pelo Poder Judiciário a viajar exclusivamente a trabalho por até três dias para qualquer cidade, desde que ele informe. No caso de viagens a lazer devem ser autorizadas pela Justiça.

Cachoeira trabalha atualmente em uma empresa de distribuição de materiais hospitalares e farmacêuticos localizada em Aparecida de Goiânia.

Em 2012, Cachoeira e Waldomiro Diniz, ex-assessor do Palácio do Planalto, foram condenados a 8 e a 12 anos de prisão, respectivamente, pela 29ª Vara Criminal do Rio de Janeiro, por corrupção e fraude em uma licitação da Loteria do Estado do Rio de Janeiro (Loterj).

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247