Jutahy e Gualberto anunciam voto para tornar Temer réu

Ambos do PSDB, partido da base aliada do presidente Michel Temer, os deputados federais baianos Jutahy Júnior e João Gualberto anunciaram que vão votar a favor da continuidade da investigação do presidente da República; por outro lado, o também baiano Antônio Imbassahy retornou do cargo de ministro da Secretaria Geral para a Câmara no intuito de dar seu voto pelo arquivamento da denúncia apresentada pela Procuradoria-Geral da República por organização criminosa e obstrução de Justiça

Ambos do PSDB, partido da base aliada do presidente Michel Temer, os deputados federais baianos Jutahy Júnior e João Gualberto anunciaram que vão votar a favor da continuidade da investigação do presidente da República; por outro lado, o também baiano Antônio Imbassahy retornou do cargo de ministro da Secretaria Geral para a Câmara no intuito de dar seu voto pelo arquivamento da denúncia apresentada pela Procuradoria-Geral da República por organização criminosa e obstrução de Justiça
Ambos do PSDB, partido da base aliada do presidente Michel Temer, os deputados federais baianos Jutahy Júnior e João Gualberto anunciaram que vão votar a favor da continuidade da investigação do presidente da República; por outro lado, o também baiano Antônio Imbassahy retornou do cargo de ministro da Secretaria Geral para a Câmara no intuito de dar seu voto pelo arquivamento da denúncia apresentada pela Procuradoria-Geral da República por organização criminosa e obstrução de Justiça (Foto: Voney Malta)

Bahia 247 – Ambos do PSDB, partido da base aliada do presidente Michel Temer, os deputados federais baianos Jutahy Júnior e João Gualberto anunciaram que vão votar a favor da continuidade da investigação do presidente da República.

Para Jutahy Jr., “Temer tem todos os indícios que indicam que o Supremo Tribunal Federal deve torná-lo réu”. Dessa forma, o parlamentar mantém a mesma posição quando da votação da primeira denúncia.

João Gualberto também afirma que vai manter a mesma posição. “Quem me acompanha, sabe da minha intolerância contra a corrupção”, explicou o parlamentar.

Por outro lado, o também deputado federal baiano Antonio Imbassahy retornou do cargo de ministro da Secretaria Geral para a Câmara no intuito de dar seu voto pelo arquivamento da denúncia apresentada pela Procuradoria-Geral da República por organização criminosa e obstrução de Justiça.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247