Kajuru faz acusações sem provas contra Vanderlan, Baldy e prefeita

Na transmissão ao vivo que fez nas suas redes sociais, na noite de quarta-feira (26), o vereador e candidato Jorge Kajuru (PRP) ficou mais de 30 minutos atacando políticos, rivais e outras figuras da política de Goiás e do Brasil, sem apresentar provas; Kajuru fez acusações sérias contra o empresário e candidato Vanderlan Cardoso (PP), também ofendeu a honra da prefeita Sônia Chaves (PSDB) e chamou o ministro Alexandre Baldy (PP) de "bandido"; Kajuru, que já sofreu mais de 10 derrotas na Justiça Eleitoral nesta campanha, começou o vídeo atacando institutos de pesquisa; disse que as pesquisas do Ibope em Goiás são compradas e também detonou o instituto Serpes, que faz levantamentos para o jornal O Popular

Kajuru faz acusações sem provas contra Vanderlan, Baldy e prefeita
Kajuru faz acusações sem provas contra Vanderlan, Baldy e prefeita (Foto: Câmara de Goiânia)

Goiás 247 - Na transmissão ao vivo que fez nas suas redes sociais, na noite de quarta-feira (26), o vereador e candidato Jorge Kajuru (PRP) ficou mais de 30 minutos atacando políticos, rivais e outras figuras da política de Goiás e do Brasil, sem apresentar provas. Kajuru fez acusações sérias contra o empresário e candidato Vanderlan Cardoso (PP), também ofendeu a honra da prefeita Sônia Chaves (PSDB) e chamou o ministro Alexandre Baldy (PP) de "bandido".

Kajuru, que já sofreu mais de 10 derrotas na Justiça Eleitoral nesta campanha, começou o vídeo atacando institutos de pesquisa. Afirmou que as pesquisas do Ibope em Goiás são compradas e também detonou o instituto Serpes, que faz levantamentos para o jornal O Popular. O vereador ainda deixou transparecer um clima de oba-oba que tomou conta da oposição.

Kajuru afirmou que a eleição para o governo estadual já está encerrada. "Caiado ganhou no primeiro turno. Morreu o assunto". O vereador também disse que ele já está eleito para o Senado e que agora só resta uma vaga, a ser disputada por Marconi Perillo (PSDB), Vanderlan Cardoso (PP) e Lúcia Vânia (PSB).

No final, o vereador reafirmou que se considera eleito para o Senado e que se isso não se confirmar será um caso de polícia.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247