Kassab tenta nova ofensiva para desarmar o PMDB

A pedido do ministro de Cidades, Gilberto Kassab, integrantes do Palácio do Planalto teriam adiado a publicação da sanção presidencial à reforma política aprovada pelo Congresso, para recriar o Partido Liberal e assim formar um bloco governista, com até 28 deputados federais;objetivo é rivalizar com o PMDB, que tem acentuado a crise política do governo Dilma; com a aliança com o PSD, Kassab reuniria 62 deputados, quase o mesmo tamanho do PMDB (66)

No Dia Mundial Sem Carro, o ministro Gilberto Kassab, lan�a a Cartilha do Ciclista que re�ne informa��es sobre a legisla��o, sinaliza��o, rede ciclovi�ria e regras de circula��o e seguran�a (Jos� Cruz/Ag�ncia Brasil)
No Dia Mundial Sem Carro, o ministro Gilberto Kassab, lan�a a Cartilha do Ciclista que re�ne informa��es sobre a legisla��o, sinaliza��o, rede ciclovi�ria e regras de circula��o e seguran�a (Jos� Cruz/Ag�ncia Brasil) (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – O ministro Gilberto Kassab (Cidades) corre para recriar o Partido Liberal e assim formar um bloco governista, com até 28 deputados federais, para rivalizar com o PMDB, que tem acentuado a crise política do governo Dilma. Com a aliança com o PSD, Kassab reuniria 62 deputados, quase o mesmo tamanho do PMDB (66).

Segundo reportagem de Gustavo Uribe e Natuza Nery, a pedido do ex-prefeito de São Paulo, integrantes do Palácio do Planalto adiaram a publicação da sanção presidencial à reforma política aprovada pelo Congresso.

Na nova lei, deputados federais só podem mudar de partido sem risco de perder o mandato no sétimo mês anterior às eleições.

Em agosto deste ano, o Tribunal Superior Eleitoral rejeitou o pedido de registro do PL, que só apresentou ao tribunal 167 mil das cerca de 487 mil assinaturas necessárias para a criação de um partido.

O PL recorreu em setembro, pedindo que o tribunal reconsidere sua decisão (leia mais).

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247