Laudo confirma que solo cedeu no Itaquerão

Controle realizado pelo Instituto de Criminalística aponta que o acidente com um guindaste que matou dois operários na Arena Corinthians, em novembro passado, foi causado pela base de pedras e chapas de aço que não suportou o peso do equipamento e cedeu; versão contraria a construtora de Marcelo Odebrecht, responsável pela obra

Controle realizado pelo Instituto de Criminalística aponta que o acidente com um guindaste que matou dois operários na Arena Corinthians, em novembro passado, foi causado pela base de pedras e chapas de aço que não suportou o peso do equipamento e cedeu; versão contraria a construtora de Marcelo Odebrecht, responsável pela obra
Controle realizado pelo Instituto de Criminalística aponta que o acidente com um guindaste que matou dois operários na Arena Corinthians, em novembro passado, foi causado pela base de pedras e chapas de aço que não suportou o peso do equipamento e cedeu; versão contraria a construtora de Marcelo Odebrecht, responsável pela obra (Foto: Roberta Namour)

247 - O laudo produzido pelo Instituto de Criminalística sobre o acidente com um guindaste que matou dois operários no Itaquerão, em novembro passado, apontou como a causa problemas do solo.

Segundo o documento, a base de pedras e chapas de aço que não suportou o peso do equipamento e cedeu. A versão contraria a construtora de Marcelo Odebrecht, responsável pela obra.

Um outro laudo do Instituto de Pesquisas Tecnológicas, encomendado pelo Ministério do Trabalho, deve ser divulgado em breve para determinar a responsabilidade pelo caso.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247