Levy cede e correção do IR pode ir a 6,5%

O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, disse nesta terça-feira que o governo vai estudar uma possibilidade de se chegar a uma ajuste de até 6,5 por cento para a faixa de menor renda na tabela do Imposto de Renda; segundo ele, o consenso é dar um ajuste mais significativo para as faixas de menor renda, para que os tetos tenham um aumento um pouco maior do que o pensado inicialmente

Ministro da Fazenda, Joaquim Levy. REUTERS/Ueslei Marcelino (BRAZIL - Tags: POLITICS BUSINESS)
Ministro da Fazenda, Joaquim Levy. REUTERS/Ueslei Marcelino (BRAZIL - Tags: POLITICS BUSINESS) (Foto: Leonardo Attuch)

BRASÍLIA (Reuters) - O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, disse nesta terça-feira que o governo vai estudar uma possibilidade de se chegar a uma ajuste de até 6,5 por cento para a faixa de menor renda na tabela do Imposto de Renda.

Segundo ele, o consenso é dar um ajuste mais significativo para as faixas de menor renda, para que os tetos tenham um aumento um pouco maior do que o pensado inicialmente.

O ministro disse que se reuniu com o presidente do Senado, Renan Calheiros, nesta terça-feira, para chegar a uma solução em relação ao ajuste do Imposto de Renda.

(Por Marcela Ayres; Texto de Flavia Bohone)

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247