Líder de associação de torcedores russos será expulso da França

Chefe de uma associação russa de torcedores de futebol, Alexander Shprygin, está entre 20 torcedores russos que serão expulsos da França nos próximos dias, depois da violência na partida entre a Rússia e a Inglaterra pela Euro 2016; três torcedores russos foram presos por um ano, 18 meses e dois anos, respectivamente, segundo decisão de um tribunal de Marselha, por planejarem atos com a intenção de machucar pessoas e destruir propriedades

Chefe de uma associação russa de torcedores de futebol, Alexander Shprygin, está entre 20 torcedores russos que serão expulsos da França nos próximos dias, depois da violência na partida entre a Rússia e a Inglaterra pela Euro 2016; três torcedores russos foram presos por um ano, 18 meses e dois anos, respectivamente, segundo decisão de um tribunal de Marselha, por planejarem atos com a intenção de machucar pessoas e destruir propriedades
Chefe de uma associação russa de torcedores de futebol, Alexander Shprygin, está entre 20 torcedores russos que serão expulsos da França nos próximos dias, depois da violência na partida entre a Rússia e a Inglaterra pela Euro 2016; três torcedores russos foram presos por um ano, 18 meses e dois anos, respectivamente, segundo decisão de um tribunal de Marselha, por planejarem atos com a intenção de machucar pessoas e destruir propriedades (Foto: Roberta Namour)

MARSELHA (Reuters) - O chefe de uma associação russa de torcedores de futebol, Alexander Shprygin, está entre 20 torcedores russos que serão expulsos da França nos próximos dias, depois da violência na partida entre a Rússia e a Inglaterra pela Euro 2016, disse uma fonte policial nesta quinta-feira.

Os 20 fazem parte de um grupo de 43 torcedores detidos pela polícia na região de Marselha no início da semana.

Também nesta quinta-feira três torcedores russos foram presos por um ano, 18 meses e dois anos, respectivamente, segundo decisão de um tribunal de Marselha, por planejarem atos com a intenção de machucar pessoas e destruir propriedades.

Com a decisão, o total de pessoas que receberam penas de prisão por causa violência de torcidas em Marselha durante a Euro é até agora 12, disse o promotor Brice Robin à imprensa. Outros sete foram proibidos de entrar em estádios, e quatro ainda têm que ser julgados por roubo com violência, afirmou.

"Essa é uma mensagem forte para todos aqueles desordeiros que provocam confusões nos esportes com violência, e cujo comportamento é completamente inaceitável e resultou em dois torcedores ingleses seriamente feridos”, declarou Robin.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247